10 curiosidades que você precisa saber sobre o sushi

depois de um belo churrasco, o sushi é o prato favorito para a maioria dos brasileiros, segundo uma pesquisa gastronômica realizada pelo Groupon.

O prato típico da culinária japonesa, aliás, faz sucesso em outros países da América Latina, de acordo com o levantamento.

Na Argentina, Chile e México, o sushi também figura como segundo prato preferido. O estudo foi realizado com cerca de 5.000 pessoas.

O site The Daily Meal listou recentemente algumas curiosidades sobre esse prato que faz tanto sucesso em diferentes partes do mundo. Veja:

O arroz nem sempre foi protagonista

O arroz e o peixe cru são dois dos principais ingredientes do sushi, mas nem sempre o arroz atuou como protagonista desse prato japonês.

No século VIII, o cereal era apenas utilizado para conservar por mais tempo o peixe, que depois de salgado recebia uma camada de arroz.

Antes da preparação do peixe, no entanto, o arroz era descartado.

O salmão nem sempre foi popular.

O peixe sempre fez parte da culinária japonesa, mas o salmão não.

Somente na década de 1980, os japoneses começaram a preparar sushis e outros pratos com o salmão. O peixe foi apresentado ao país asiático pelos noruegueses.

O temaki também é sushi.

As variedades de sushis são diversas. O temaki, por exemplo, é um sushi em forma de cone.

O chirashi, arroz com peixe em cima servido em uma tigela, também é outra variante.

O sushi pode ser o precursor dos fast foods.

Se você acha que fast food é sinônimo de hambúrguer, se engana. No Japão, no início de 1.800, o sushi se tornou uma espécie de fast food.

Foi nesta época que centenas de restaurantes surgiram por lá com a ideia de oferecer comida rápida e produzida em grande escala.

O sushi era marinado em molho de soja para garantir a preservação do peixe.

Usando as mãos.

Pode soar como falta de educação, mas todo sushi deve ser comido com os dedos. Somente o sashimi deve ser consumido com o auxilio dos hashis (os famosos pauzinhos).

Outra observação curiosa na hora de comer um sushi é que ele deve ser consumido em uma única mordida.

O ponto do arroz.

O arroz usado na preparação de sushis precisa ser temperado com um vinagre especial.

Segundo especialistas, o ponto certo do arroz é pegajoso mesmo e não pode desmoronar quando você leva à boca.

Então quando um sushi desmanchar antes de chegar à sua boca, o arroz não está no ponto.

Adaptações.

Aqueles sushis feitos com arroz na parte externa e a alga interna não são os verdadeiros sushis japoneses.

A versão surgiu nos Estados Unidos, por isso o nome Califórnia Roll.

Abacate no lugar do atum.

O Califórnia Roll foi o primeiro sushi inventado nos Estados Unidos e outra adaptação feita no prato pelos americanos foi a substituição do atum pelo abacate.

Reza a lenda que a fruta tem uma textura parecida com a textura do atum, mas o gosto são bem diferentes.

Vinagre e sal para disfarçar o cheiro.

Todo peixe usado usado para fazer  sushis precisa ser tratado com sal e vinagre.

Além de amenizar o cheiro forte que o peixe cru tem, os ingredientes servem para ajustar a coloração e a umidade do peixe.

Peixe congelado.

Não é regra, mas alguns países exigem que os peixes usados na preparação de sushis sejam congelados antes.

O congelamento não altera o sabor, mas pode ajudar no combate de parasitas que se instalam no peixe.

Congelar o peixe antes pode matar, por exemplo, os nematoides.

vimos em:mdemulher

Falando sobre isso

Leave a Reply