3 maneiras de se engravidar sem sexo

O sexo é a maneira mais natural, mais antiga (aperfeiçoada no reino animal há milhões de anos) e mais prazerosa de provocar uma gravidez, mas, se por alguma razão, um casal não consegue engravidar do jeito tradicional, há outras maneiras de atrair a cegonha.

1 – Inseminação intrauterina

Neste caso, a mulher é fertilizada com esperma colhido do companheiro ou de outra pessoa, seja de um doador específico ou proveniente de um banco de esperma. O método é pouco invasivo e não exige internação: um cateter é usado para que o sêmen do doador seja introduzido – através da vagina – no útero da mulher que deseja ser mãe. Um estudo publicado no periódico médico British Medical Journal, em 2009, concluiu que a mulher ficar deitada de barriga para cima durante os quinze minutos imediatamente posteriores ao procedimento aumenta as chances de gravidez. É um tipo de fertilização in vivo (do latim “no vivente”) porque a fertilização do óvulo ocorre no corpo, vivo, da mulher.

2 – Fertilização In Vitro

“In vitro” é latim para “no vidro”. Nesse caso, os óvulos são colhidos através da pélvica dela e fecundados em laboratório. Quando um embrião é formado, ele é introduzido com a ajuda de um cateter no útero da mulher; daí por diante, a gestação continua da maneira usual.

3 – Barriga de aluguel

O nome desse método já foi até título de telenovela global, não é mesmo? No entanto, segundo o Conselho Federal de Medicina, um nome mais adequado seria doação temporária de útero, pois ele enfatiza que o procedimento deve ser voluntário e não pode assumir caráter comercial.

O processo começa com uma fertilização in vitro, tal como explicada acima. Depois que o embrião é formado, ele também é colocado no útero da mulher que levará a termo a gravidez. Só que no caso da doação temporária de útero, esta mulher não é a mãe biológica do bebê, isso é, ela não transmite seu material genético à criança que trará ao mundo porque não foram seus óvulos que deram origem ao bebê.

Enfim, casais heterossexuais que, por qualquer razão não possam gerar um embrião ou que não possam levar a termo uma gravidez com segurança para mãe e bebê e também casais homoafetivos têm, diante de si, possibilidades para realizarem o sonho de terem um ou mais filhos.

Este é um site de noticias, curiosidades e tratamentos, ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

 

Falando sobre isso

Leave a Reply