4 histórias aterrorizantes que aconteceram dentro de igrejas

As igrejas são locais de devoção, onde fieis se reúnem com o propósito de sentirem-se bem, próximos de Deus. Porém, em uma coisa podemos concordar: a arquitetura dessas igrejas pode muitas vezes ser assustadora, principalmente à noite, quando você se encontra sozinho ali.

Se você tem medo de fenômenos bizarros ou “paranormais”, aconselhamos que pense duas vezes em seguir adiante com essa matéria, já que essas histórias verdadeiramente assustadoras aconteceram dentro de igrejas:

4 – Anna Ecklund

Anna Ecklund era americana e havia sido criada por uma família católica religiosa. Aos 14 anos ela começou a apresentar reações bizarras, como aversão aos objetos religiosos e incapacidade de entrar em uma igreja. Os sinais de “possessão demoníaca” se intensificavam e em 1912 aconteceu seu primeiro exorcismo.

Muitos dos presentes na sessão afirmaram serem os mesmos espíritos que haviam possuído Annaliese Michel (número 1 desta matéria). Após muitas tentativas falhas Anna foi encaminhada para um convento, porém ela começou a falar em outras línguas e ter ataques noturnos. Apenas 16 anos de terapia ela foi capaz de deixar o convento, aos 30 anos de idade.

3 – A Possessão das Freiras de Loudun

Este foi um suposto conjunto de “possessões demoníacas” que ocorreram em Loudun, França, no ano de 1634.

Aconteceu que dois anos antes, a freira Jeanne Agnes e outras dezesseis freiras do convento foram misteriosamente “possuídas por demônios”. Durante o ocorrido elas haviam sofrido convulsões e proferiram palavras abusivas.

Para resolver o caso, o padre Jean-Joseph Surin fez uma sessão de exorcismo para a retirada dos demônios, convidando-os a entrar em seu próprio corpo. O padre cometeu autoflagelação e tentou se suicidar, perdendo suas capacidades mentais. Após recuperar-se ele descreveu a situação difícil dizendo que não conseguia compreender o que lhe tinha acontecido quando o espírito desconhecido entrou no seu corpo. Segundo o padre, a sensação  era de que havia duas almas em seu próprio corpo.

2 – Clara German Cele

De origem sul-africana, Clara participava de um colégio para freiras da igreja no início do século 20. Aconteceu que a jovem começou a se comportar de maneira bizarra, como tornar-se “clarividente”, falar outras línguas e demonstrar extremo pavor às freiras, produzindo sons horríveis, como ficando extremamente agitada ao ver artefatos religiosos.

Descobriu-se que Clara estava fazendo um “pacto com o diabo” em segredo e as autoridades resolveram fazer alguma coisa, após mais de 170 presenciarem uma possessão com levitação de mais de 1,5 metros de altura.

O ritual durou dois dias e Clara inclusive tentou estrangular um sacerdote enquanto este lia as escrituras sagradas diante dela.

1 – Anneliese Michel

Na década de 70 o caso de Anneliese Michel, ficou muito famoso nos EUA e serviu de inspiração para a história “O Exorcismo de Emily Rose”.

Michel era uma jovem cristã fervorosa, que ia na igreja frequentemente. Aconteceu que ela começou a apresentar um caso de epilepsia extrema e distúrbios mentais, começando a ouvir vozes na igreja e rejeitar as figuras religiosas.

A família, totalmente fanática acreditando que este se tratava de um caso de possessão demoníaca, pediu à igreja a realização de um exorcismo – o que foi prontamente negado. Dois padres resolveram auxiliá-la em segredo e mais de 70 rituais (vários deles filmados) foram realizados durante o tratamento “espiritual” da moça. Os pais suspenderam o tratamento médico dela e ela veio a falecer, sendo os sacerdotes e os pais posteriormente condenados por homicídio culposo.

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply