5 barulhos que seu corpo faz e deixam você sem graça, mas são absolutamente normais

Complexo e ainda bastante misterioso, o corpo humano até hoje é capaz de provocar surpresas a cada nova descoberta científica. E não é preciso ser expert em anatomia para reconhecer alguns detalhes curiosos aparentemente banais do dia a dia.

Um exemplo é a variedade de barulhos gerados pelo próprio corpo e que, muitas vezes, causa até constrangimento. Saiba que eles são completamente normais e entenda o que eles querem dizer, segundo pesquisas reunidas pelo site

Barulhos normais que o corpo faz

Estalos no joelho: o “clique” na região quando você se abaixa não oferece riscos se você não sente dores ou observa inchaços. Os estalos nos ossos normalmente são o resultado de pequenas bolhas de ar no interior do líquido articular, que se acumula com alterações na pressão. O barulhinho na região é apenas o estouro dessas bolhas, condição chamada de cavitação.

Borbulhar na garganta: o som estranho e alto quando você abre a boca normalmente indica apenas que você comeu algo rápido demais. O barulho emitido pelo corpo, então, seria a liberação do ar em excesso que ficou no estômago.

Roncar do estômago: nem sempre o barulho alto que pode te deixar sem graça em uma sala cheia e silenciosa significa fome. A vibração também pode indicar estresse, que contrai os músculos do estômago, provocando o ronco. O som, assim como quando indica apetita, não oferece nenhum risco à saúde.

Barulho na vagina: o chamado “pum vaginal” pode deixar muitas mulheres desconfortáveis, inseguras e constrangidas durante o sexo, mas ele é completamente natural, não tem cheiro, não indica nenhum problema de saúde e é apenas a eliminação de ar pela vagina que ocorre devido à entrada de ar e pressão produzidas pela penetração.

Apito do nariz: o som curioso e até um pouco agudo que escapa pelo nariz nada mais é do que o ar escapando em grande quantidade por um orifício pequeno. Se o barulho, no entanto, aparecer com muita frequência, pode indicar um desvio de septo e uma consulta com um médico vai esclarecer a situação.

Vimos em bolsademulher

Falando sobre isso

Leave a Reply