5 hábitos diários que, se você adotar, terá uma barriga mais sequinha

Um barriga chapada, sequinha e sexy é o sonho de consumo de muitas mulheres, e os obstáculos estão, muitas vezes, em pequenos hábitos do dia a dia. Mudanças simples na rotina podem ser o que estava faltando para conquistar o abdômen perfeito. O site americano Popsugar Fitness listou cinco passos para fazer todos os dias e perder de uma vez por todas a barriguinha indesejada.

1. Vá além dos abdominais clássicos

Eles são ótimos para fortalecer alguns músculos da região, mas não os mais importantes quando o assunto é fortalecimento e aparência da barriga. O core, que compreende a região da lombar e a parte mais profunda do abdômen – aquela que vai realmente dar a base para a definição – não é recrutado diretamente nesse tipo de exercício clássico de abdominal. Por isso, movimentos como a prancha (frontal e lateral) e a elevação de pernas são os exercícios mais indicados para chapar a barriga.

2. Tire o leite do café da manhã

Primeiramente: comer de manhã é uma das chaves para ter barriga lisinha. A primeira refeição do dia é essencial para acelerar o metabolismo. Se o café da manhã for pulado, o corpo entende que precisa poupar energia, e o resultado disso é acúmulo de gordura. Por isso, ingerir essa refeição ajuda a queimar calorias mais rapidamente. Dependendo da dieta, os derivados do leite podem ser considerados importantes, porque carregam consigo nutrientes como o cálcio, por exemplo, essencial para a saúde dos ossos. No entanto, existem pessoas que possuem algum tipo de intolerância à lactose, que é diferente de alergia, de maneira que os derivados de leite “não caem bem” e causam inchaço abdominal. Para quem sente que este é o caso, excluir o leite do café da manhã pode ser uma opção. Lembrando que tudo deve ser feito sob a supervisão de um profissional da saúde. Uma opção saudável para a parte da manhã é a água morna com limão em jejum, que ajuda a emagrecer e a eliminar toxinas.

3. Evite esses alimentos

Comidas com muito sal podem causar retenção de líquido, fazendo com que a pessoa pareça mais inchada e pesada do que ela realmente é, além de fazerem mal à saúde, causando pressão alta e outros problemas cardiovasculares. Refrigerantes também causam estufamento e acúmulo de gordura e, por isso, devem ser mantidos longe. Se houver um evento em que você precise estar especialmente com a barriga chapada, evite também couve-flor, feijão, brócolis, repolho e outros alimentos que, apesar de muito saudáveis, podem dar gases e deixar a barriga dolorida e inchada. Vegetais diuréticos, como pepino e aspargo, além de chás, podem ajudar a dar aquela secadinha extra.

4. Coma o que dá saciedade

Farinha branca, massas e doces podem satisfazer no momento em que são ingeridos, mas a fome aparece logo depois: por serem carboidratos de alto índice glicêmico, eles causam um pico de energia no sangue e são rapidamente absorvidos. Esse disparo da glicose é o que causa o depósito de gordura nos tecidos. Por isso, há a necessidade de se alimentar pouco tempo depois que se come um pão, por exemplo. Por outro lado, alimentos como batata-doce, mandioquinha e inhame têm baixo índice glicêmico: a energia é liberada lentamente na corrente sanguínea e, assim, não há picos de glicose e a sensação de saciedade é prolongada. Outras opções são cereais integrais, como a aveia, por exemplo, cujas fibras saciam e ajudam no trânsito intestinal, ou mesmo a chia, que aumenta de tamanho ao ser colocada em contato com a água e, por isso, turbina a saciedade.

5. Revolucione seu aeróbico

Não tem jeito: a musculação pode fortalecer, mas só os exercícios cardiovasculares é que vão manter a frequência cardíaca elevada o suficiente para queimar a capa de gordura que reveste os músculos. É por isso que fazer exercícios aeróbicos é tão importante para ter definição muscular, na maioria dos casos. Não se pode “acostumar” com o exercício e, por esse motivo, o HIIT é uma boa opção para quem quer queimar gordura: os picos de esforço máximo fazem com que o treino seja curto e prático e, além disso, mesmo depois do término da atividade, o corpo continua queimando gordura.

Vimos em Bolsa de Mulher

Falando sobre isso

Leave a Reply