5 pessoas que já foram presas por causa do Facebook

Rede social é uma coisa séria. As pessoas podem achar que estão seguras por estarem atrás de uma tela de computador, mas estão muito enganadas. Assim como você não pode gritar “bomba” dentro de uma avião nos Estados Unidos sem ser punido, o mesmo vale para alguns crimes cometidos via Facebook. É sempre bom lembrar que você pode ser a próxima pessoa a virar manchete por ter ido para a cadeia por algo tão trivial.

Se você não sabe que tipo de post pode te levar para cadeia, esta lista reúne alguns exemplos de pessoas que realmente foram presas por eles. Mas, no geral, é bem fácil. Olhe para o que você vai postar e se imagine falando isto para um policial. Qual seria a reação dele? Viu só, fácil. E nem adianta pensar que excluir a mensagem vai resolver. Um comentário na Internet pode viver para sempre, se alguém pega uma imagem dele. E alguém sempre pega.

5 – Quando a pessoa não aprende

1

Algumas pessoas demoram a aprender, e outras realmente nunca aprendem. Denzel Biggs, de 20 anos, foi libertado da prisão no início de setembro de 2015, e uma das primeiras coisas que ele resolveu fazer em sua liberdade foi compartilhar algumas fotos no Facebook. Até aí tudo bem, certo? Bom, não. Biggs empunhava não apenas uma, mas duas pistolas diferentes nas fotos. Nada bom para quem está cumprindo condicional. Biggs foi pego pelas autoridades, mais uma vez.

4 – Ex-namorada ressentida

2

London Eley estava bem chateada com seu ex-namorado em junho de 2011. Tão chateada que ela decidiu usar o Facebook para procurar alguém para eliminar seu antigo amor. Eley, de acordo com uma emissora local da Philadelphia, encontrou um possível assassino, chamado Timothy Bynum. De acordo com as mensagens de ambos, Bynum aceitou o trabalho. Antes de qualquer dano ser realizado, no entanto, detetives descobriram e impediram o assassinato, mas a história ainda teve um final triste de qualquer forma. Corey White, a vítima do esquema, foi baleado e morto em agosto de 2011, enquanto Eley e Bynum já estavam atrás das grades.

3 – Ameaça não intencional

3

Kristin Holmes estava no meio de uma discussão online quando ela decidiu usar o Facebook para fazer o upload de uma foto de si mesma segurando uma pistola. A imagem tinha a seguinte legenda: “Você vai saber a diferença quando vier me encontrar”. Bom, alguém realmente foi encontrá-la – era a polícia. Holmes, de acordo com o New York Daily News, não pretendia fazer uma ameaça contra ninguém. “Não era uma ameaça”, disse ela. “Eu pensei que era uma imagem engraçada, e só depois notei como era intimidante, então a deletei”. A moça foi levada para a cadeia para se explicar e teve que cumprir trabalho comunitário.

2 – Falta de atenção

4

Imagina a situação. Você vai até um café, usa um dos computadores e checa as redes sociais. Não há nada de errado nisto, exceto quando você pretende cometer um crime. Pois foi exatamente o que aconteceu na Colombia. Dois ladrões, depois de passarem alguns minutos se passando como frequentadores do local, deram voz de assalto e levaram uma fortuna em dinheiro, computadores e celulares. Tudo foi resgatado e os ladrões foram presos por um único detalhe: um deles esqueceu o Facebook logado.

1 – Letra de rap

5

Cameron D’Ambrosio de Massachusetts era um aspirante a rapper em maio de 2013, quando ele utilizou o Facebook para divulgar algumas de suas letras. Uma delas continha a segunda frase: “fuck a boston bombinb wait til u see the shit I do, I’ma be famous for rapping, and beat every murder charge that comes across me.” Bomba em Boston? Péssima ideia, amigo. Cameron foi preso pouco depois, acusado de fazer ameaças terroristas. As acusações foram rejeitadas pelo Grande Juri.

Falando sobre isso

Leave a Reply