5 sinais de que você está num relacionamento doentio

Momentos não muito bons fazem parte de qualquer relacionamento e é preciso saber lidar com eles. Mas, às vezes, há situações que vão se tornando mais frequentes e acabam se tornando um costume. Isso faz com que a maioria das pessoas fiquem em relacionamentos que fazem mal muito mais tempo do que deveriam, pois não conseguem enxergar o que está realmente acontecendo.

Será que é o seu caso? A revista Women’s Health listou alguns sinais de que você pode estar em uma relação doentia.

1 – Você não consegue fazer nada direito: O parceiro te coloca para baixo, zomba de sua personalidade, como se você não fosse boa o suficiente. Esse menosprezo tira sua força interior e você só se sente perdoada quando consegue assumir as características que o outro condena.

2 – Tudo sobre o parceiro, nada sobre você: Os dois lados têm sentimentos que precisam ser ouvidos. Mas, em algumas relações, é impossível ter uma conversa dos dois lados, em que sua opinião é ouvida e respeitada. Parceiros doentios quase nunca perguntam sobre você e as conversas são sempre unilaterais.

3 – Você não consegue desfrutar bons momentos com o parceiro: A cada dia é um novo desafio. Ele foca no negativo para tentar te manter no mesmo estado que ele vive: infeliz. A tentativa de controlar o seu comportamento é, na verdade, uma tentativa de controlar sua felicidade. Mas é claro que ele não vai admitir isso.

4 – Você fica desconfortável ao lado dele: Quando o parceiro está perto, você não se sente livre para falar o que pensa e tem que fazer uma cara diferente para ser aceita. Você percebe que nem sequer se reconhece mais, nem mesmo seus amigos e familiares.

5 – Parece que você não está autorizada a crescer e mudar: Você sente que isso não é possível pois, sempre que começa a crescer e melhorar a si mesma, a outra pessoa responde zombando ou de forma incrédula. Não há incentivo, pelo contrário, ele insiste que você nunca vai ser diferente do que você é agora.

Vimos em vix

Falando sobre isso

Leave a Reply