6 teorias sobre dor em que todo mundo acredita: o que é mito e o que é verdade?

Dores aparentemente banais que surgem no dia a dia sem um motivo claro costumam ser tratadas apenas com remédios simples e raramente são levadas ao médico. Mas saiba que os incômodos podem esconder diversos e mitos e verdades que, quando não desmistificados, podem comprometer a saúde. Conheça 6 teorias sobre dor em que todo mundo acredita explicadas pelo site “Prevention”:

Dores no corpo: o que é mito?

O tempo pode influenciar a dor

Verdade. Saiba que suas articulações doem quando chove ou esfria, não é apenas imaginação. Estudos indicam que mudanças na pressão barométrica podem mesmo provocar incômodos em algumas pessoas com artrite.

Descansar alivia dores nas costas

Mentira. Especialistas afirmam que repouso completo é uma das piores coisas para as dores nas costas. Se você não está ativa, o corpo perde o condicionamento, aumentando ainda mais as dores. Alongamento, yoga e alguns exercícios de força podem ajudar a diminuir a dor.

Emagrecer melhora dores crônicas

Verdade. Em casos de sobrepeso, os quilos extra podem mesmo aumentar pressão e dores nas articulações e costas. Emagrecer, portanto, ajuda a melhorar os incômodos, especialmente em regiões como joelhos e quadris.

Você não precisa se preocupar com uma dor fraquinha

Mentira. Muitas pessoas pensam que é possível conviver anos com dores aparentemente banais e que procurar um médico nestes casos é perda de tempo. Porém, especialistas apontam que qualquer incômodo que dure mais de uma ou duas semanas precisa ser avaliado, pois pode ser um sinal de alerta para algo mais grave.

Dores são normais no envelhecimento

Mentira. A grande maioria das pessoas saudáveis deve ser capaz de levar uma vida livre de dores crônicas com o passar os anos e, se incômodos persistem por muito tempo, é necessário de consultar com um médico e realizar exames para identificar possíveis problemas.

Remédios conta dores podem viciar

Verdade. Abusar de determinados medicamentos sem orientação médica e prolongar tratamentos podem fazer com que seu corpo se torne dependente de algumas substâncias. Por isso é importante evitar a automedicação e voltar ao profissional da saúde se não sentir melhora em um tratamento inicial.

Vimos em bolsademulher

Falando sobre isso

Leave a Reply