9 erros que podem destruir um relacionamento. Muita gente parece não querer aceitar o n° 2.

O amor é o tema preferido da humanidade. E o sentimento preferido. Existem bibliotecas inteiras dedicadas a esse tema. Mas quando duas pessoas se amam e têm um relacionamento, os conflitos são naturais. Dr. Kelly Flanagan é terapeuta e já ajudou vários casais. Após anos de experiência e inúmeras sessões com casais, ele chegou a uma surpreendente tese. Os relacionamentos não fracassam por falta de comunicação, mas por algum dos 9 erros abaixo:

“1. Nós nos casamos com as pessoas porque as amamos exatamente pelo que elas são.
Mas as pessoas estão constantemente mudando. É por isso que você não deveria casar com alguém pela sua personalidade atual ou pelo jeito que você gostaria que ela fosse. Case com a pessoa que você gostaria de ter ao seu lado pelo caminho das mudanças da vida e que você sabe que também gostaria de te ter ao lado dela.

2. O casamento não vai solucionar sua solidão.

Amor significa solidão. Essa é a natureza humana. Um casamento não mudará isso, pelo menos não completamente. Ainda assim nós culpamos os parceiros quando nos sentimos sós. Mas é impossível se livrar completamente da solidão através de um casamento. Na melhor hipótese, podemos diminuir os momentos solitários.

3. Todas as pessoas têm dúvidas. Elas fazem parte da gente.
Na maior parte do tempo de nossas vidas, acreditamos que não temos dúvidas sobre nós mesmos. Até que a pessoa que você ama faz com que você perceba essas dúvidas. E então nós a culpamos por isso, mesmo que elas sempre tenham existido. E então vem o desejo de que o parceiro acabe com esses questionamentos. Mas isso naturalmente também não acontece. É por isso que, muitas vezes, a terapia individual é mais proveitosa do que aconselhamento de casais. Se você trabalha seus próprios problemas, não vai passá-los adiante.

4. O ego ganha.
Todos nós temos um ego. E nós precisamos dele para nos proteger da humilhação causada por outras pessoas. Em um casamento, entretanto, o ego é geralmente o muro entre as duas pessoas. Nós temos que destruir esse muro. Nós temos que ser abertos e perdoar em vez de sermos extremamente defensivos.

5. A vida é uma bagunça. E o casamento é uma vida.
Logo, o seu casamento também será uma bagunça. Nós culpamos nossos parceiros muito rápido quando algo dá errado. Mas isso apenas adiciona ainda mais desordem à bagunça. Nós temos que parar de culpar um ao outro e aceitar a bagunça. É assim que um casal resolve problemas juntos.

6. É difícil ser compreensivo.
Alguém PRECISA dar o primeiro passo, mas isso é extremamente difícil. Então nós tendemos a evitá-lo. E quando finalmente tentamos, acabamos trocando os pés pelas mãos. Todas as pessoas cometem erros, incluindo seu parceiro (que você gostaria que fosse perfeito). Nós temos que aprender a conviver com essas imperfeições para que a vida a dois funcione.

7. Nós nos importamos mais com nossos filhos do que com nossos parceiros.
Seus filhos nunca deveriam ser mais importantes do que o seu casamento. E nem menos importante! Quando eles são mais importantes, eles percebem e ficam com o sentimento de que podem fazer o que quiserem. Quando são menos importantes, causam estresse até que recebam atenção. A família é a tentativa de encontrar o equilíbrio certo.

8. O jogo de forças escondido.
A maioria dos problemas em casamentos surge de uma luta de poderes diária por atenção e proximidade. Com toda essa desavença a questão entrelinhas é: ‘quem determina a proximidade ou distância entre nós?’ Já que nunca nos dedicamos a responder essa questão, ela sempre permanece entre nós. E nós sempre brigaremos por causa disso.

9. Nós não sabemos como manter o nosso interesse.
Nossa atenção sempre está sendo direcionada para milhares de caminhos diferentes. A habilidade essencial da vida é ser capaz de se concentrar em algo e de conseguir voltar se concentrar após uma distração. Essa é a arte da meditação. Nós temos que aprender a não ser seduzidos por distrações superficiais (e que às vezes podem parecer muito interessantes) e não esquecer o essencial. ISSO é o mais importante para que um casamento dure bastante tempo.

Como terapeuta eu posso mostrar a um casal como se comunicar da forma correta em relação a um problema. Mas os problemas centrais dos relacionamentos precisam ser sempre discutidos. E vale a pena!”

Direto ao ponto. Muitas pessoas pensam que podemos resolver tudo com palavras. Mas às vezes “o buraco é mais embaixo”. E o número 5 deixa muito claro: alguns problemas até parecem, mas NÃO são do relacionamento, e sim da vida de maneira geral. Não é difícil viver um bom casamento. Apenas fique atento às regras básicas da vida. E nunca se esqueça de dar à pessoa amada a atenção que ela merece.

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não ubstitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply