9 sinais de que seu corpo exige uma ida ao ginecologista e que você pode ter ignorado

Toda mulher deveria se consultar com o ginecologista pelo menos uma vez por ano para fazer um check-up e ver como anda a sua saúde. A prevenção é a melhor arma contra as doenças e a muitas delas têm maiores chances de cura quando o diagnóstico é precoce. Confira nove sinais que o seu corpo te dá de que há algo errado com ele e, principalmente, com o seu sistema reprodutor.

Ausência de lubrificação. Vários fatores psicológicos podem influir na lubrificação e na excitação feminina: ansiedade, estresse, vergonha do parceiro e assim por diante. Contudo, se a ausência de lubrificação for um quadro constante, é melhor investigar. Alterações hormonais, mau funcionamentos das glândulas, infecções e efeitos colaterais de medicamentos podem provocar essa alteração

 
Corrimento. Se sua calcinha apresentar uma secreção branca ou até mesmo amarela, fique atenta. Ao contrário da secreção normal, que é fluida e tem aspecto de clara de ovo, o corrimento tem aparência de leite talhado e costuma apresentar um cheiro ruim, indicando alguma infecção genital.
Sangramento no sexo. Assim como não é normal sentir dor, não é normal sangras durantes as relações sexuais. Problemas no colo do útero e infecções podem resultar em sangramentos depois do sexo, por isso, seu ginecologista deve ser avisado para investigar as causas
Dor no sexo. Se você sente dor em todas as relações, é importante informar ao seu ginecologista. A dor durante o sexo pode indicar inflamações e infecções vaginais, inflamação no colo do útero e endometriose. Sexo deve ser prazeroso e não dolorido.
 
Ardência ao urinar. Sentir ardência na hora de fazer xixi pode indicar uma infecção urinária, doença bacteriana tratada com a ajuda de antibióticos. Não adianta achar que está tudo bem e esperar passar, viu?
 
Nódulo nos seios. Você estava tocando os seios durante o banho quando sentiu alguma coisa diferente, um nódulo pequeninho. Nódulos nos seis podem ser benignos, mas também podem ser cancerígenos. O câncer de mama é o que mais mata mulheres em todo o mundo e quanto mais cedo for diagnosticados, maiores são as chances de cura.
Coceira. Sentir coceira na região vaginal não é comum, principalmente se vier acompanhada de corrimento. As infecções genitais podem ser causadas por fungos ou bactérias e apenas um médico pode indicar as causas e o tratamento adequado, que pode ser com creme vaginal, antibiótico ou banho de assento.
Menstruação prolongada. Normalmente, o ciclo menstrual dura de três a sete dias e o volume de sangue varias de mulher para mulher. No entanto, se o período da menstruação for maior do que 10 dias com fluxo intenso, é melhor procurar um diagnóstico médico. Se o quadro for mantido por vários ciclos, podem levar a anemia. Alterações hormonais, lesões vaginais, endometriose, miomas e ovários policísticos podem ser as causas.
Verrugas. Alguns tipos de HPV têm como sintoma o surgimento de verrugas genitais, por isso, é bom ficar atenta. Em outros casos, as verrugas podem ser apenas um molusco contagioso, uma lesão causada por vírus que pode desaparecer sozinha com o tempo.

Falando sobre isso

Leave a Reply