A irmã dele morreu aos 4 anos. Quando os legistas vieram, não imaginavam que o coração voltaria a bater.

É o pesadelo de qualquer família: uma chamada telefônica e a vida nunca mais é a mesma, uma vez que um ente querido se foi.

Na família Heisler, essa pessoa amada era tanto um filho como um irmão mais velho. Matt morreu aos 21 anos durante um incêndio no campus de sua faculdade. Ele era o raio de luz da família. Um garoto carinhoso e alegre, e que tinha um grande coração. A perda atingiu especialmente a irmã, Casey, para quem Matt era um modelo a ser seguido. Ela admirava muito o irmão.

A morte trágica de Matt era a segunda tragédia que atingia os Heislers. Alicia, outra irmã de Casey, havia morrido aos 4 anos por conta de uma doença cardíaca. A morte prematura de sua irmã teve um profundo efeito em Matt, que decidiu se tornar doador de órgãos depois disso. Ele queria poder salvar a vida de outras pessoas, caso algum dia tivesse a oportunidade. Mas ele não podia esperar que isso aconteceria tão rápido e de maneira tão trágica.

Matt conseguiu ajudar mais de 60 pessoas gravemente doentes com sua decisão altruísta de se tornar um doador de órgãos.

Seu coração foi transplantado para um veterano da Guerra do Vietnã chamado Tom Meeks. Tom sofria de uma rara doença cardíaca diagnosticada em 2011. E foi em cima da hora: os médicos haviam dito que sem um novo coração ele morreria.

Tom estava desesperado. Cinco hospitais se recusaram a realizar a cirurgia que ele tanto necessitava. Finalmente ele encontrou um lugar que o aceitou. Por uma incrível coincidência. a mesma clínica que havia recebido o coração de Matt.

A família de Matt queria conhecer o homem no qual o coração do filho deles continuava a bater. 8 meses depois da operação, a família Heisler finalmente conhece Tom. Foi um momento emocionante para todos. “Eu acordei hoje e disse para o Matt que o pai e a mãe dele estavam vindo nos visitar”, afirmou o veterano de guerra cuja vida foi salva pelo jovem doador de órgãos.

E por um incrível momento, Os Heislers puderam novamente abraçar o coração que tanto amavam. Eles até mesmo ouviram o coração de Matt bater com um estetoscópio. O som dos batimentos levou todos às lágrimas.

Tom, que é casado e tem 4 netos, mal podia expressar sua gratidão. Ele estava simplesmente tomado pela emoção. “Deixá-los ouvir meu coração era o mínimo que eu podia fazer por essas pessoas para mostrar o quão agradecido eu sou a eles”, afirmou.

A família Heisler é extremamente grata pelo fato de uma parte do filho deles continuar a viver. Com a ajuda de Matt, várias outras famílias foram poupadas da perda da pessoa amada. Compartilhe a história de Matt, uma alma corajosa que proporcionou uma segunda chance para tantas outras pessoas.

Vimos em naoacredito

Falando sobre isso

Leave a Reply