A verdade sobre o “asteroide do juízo final” que supostamente destruirá a Terra em 16 de fevereiro

Muitas pessoas estão preocupadas com as notícias que circulam na internet sobre um asteroide que irá colidir com a Terra.

Muitas pessoas estão preocupadas com as notícias que circulam na internet sobre um asteroide que irá colidir com a Terra no dia 16 de Fevereiro de 2017: tudo começou por causa de uma notícia aterrorizante publicada em 25 de Janeiro de 2017 pelo Daily Mail que dizia: “Um asteroide do juízo final vai atingir a Terra no próximo mês e desencadear mega-tsunamis devastadores”.

Ao ler a matéria completa, é possível perceber que de um lado do debate há a NASA (National Aeronautics and Space Administration) que nos dá referências sobre o objeto recentemente descoberto e um auto proclamado astrônomo russo Dr Dyomin Damir Zakharovich, que afirma que o objeto vem na direção de nosso planeta.

Segundo os profissionais da NASA – que formam um grupo de em cientistas profissionais treinados, alguns dos quais passaram décadas estudando especificamente a ciência de rastreamento de asteroides, engenheiros que são treinados para operar os instrumentos de vários milhões de dólares para realizar rastreamentos em escritórios cuja única finalidade é monitorar a trajetória de objetos próximos a Terra – após uma coleta de dados séria sobre o objeto apelidado 2016 WF9, afirmaram:

“O objeto 2016 WF9 se aproximará da órbita da Terra em 25 de fevereiro de 2017. A uma distância de quase 32 milhões de milhas (51 milhões de quilômetros) da Terra, esta trajetória não o fará passar perto de nosso planeta, pois a rota do 2016 WF9 é bem compreendida, e o objeto não é uma ameaça à Terra para o futuro previsível.”

Já do outro lado da moeda, há um “auto-proclamado astrônomo russo, Dr. Dyomin Damir Zakharovich”, que diz que a NASA está mentindo, e que o objeto vai colidir com a Terra em 16 de fevereiro de 2017:

“O objeto que eles chamam de WF9 deixou o sistema Nibiru em outubro, quando Nibiru começou a girar no sentido anti-horário em torno do sol. Desde então, a NASA sabe que o objeto atingirá a Terra. Mas agora só estão dizendo às pessoas que a trajetória poderá causar tsunamis – estamos todos em perigo!”

Para acabar com a festa o tabloide UK Metro revelou o seguinte:

“A nota de Zakharovich sobre o Sistema Nibiru é algo que não foi detectado pelos sistemas da NASA, sendo este uma nomenclatura originada a partir de uma má interpretação dos textos babilônicos. O nome do astrônomo Dyomin Damir Zakharovich somente apareceu em publicações recentes de mesmo nome, não existindo contribuição prévia alguma com este nome para a sociedade astronômica.”

Outras pesquisas recentes apontaram que o nome do astrônomo seja possivelmente fictício, aparecendo somente online nos últimos meses. Por essa razão, a NASA confirma que esta é apenas uma estratégia de mídia para levantar questões sobre o assunto:

“O objeto está em uma órbita que o leva a um passeio panorâmico em nosso sistema solar. Em sua distância, o objeto aproxima-se na verdade da órbita de Júpiter. Ao longo de 4,9 anos terrestres, ele viajará para o sistema solar interior, passando por baixo do cinturão de asteroides principal e a órbita de Marte até oscilará dentro da própria órbita da Terra. Depois disso, ele voltará para o sistema solar exterior. Objetos com estes tipos de órbitas têm múltiplas origens possíveis – poderia ter sido um cometa, ou poderia ter se desviado de uma população de objetos escuros no cinto de asteroides principal.”

Ou seja, não há motivos para se preocupar, pois o mundo não acabará amanhã.

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply