Afinal, por que a gente bate na madeira para afastar a má sorte?

De acordo com a teoria mais aceita para este antigo hábito de várias culturas, a tradição de bater na madeira para afastar a má sorte (ou agradecer a boa sorte) vem de tempos remotos e foi identificado desde a Irlanda até a Índia.

Para antigos povos dessas localidades, as árvores eram manifestações terrestres de antigos espíritos de proteção e sabedoria e, portanto, dar pequenos toques em seus troncos era uma maneira de pedir proteção e luz sobre decisões a serem tomadas.

Entre os irlandeses e seus tradicionais seres dos bosques (gnomos), era importante bater no tronco das árvores como um sinal de agradecimento pela proteção destas criaturas místicas.

Bater na madeira: origem

CRUZ
Para outros teóricos, bater na madeira remete aos primeiros dias do Cristianismo, quando os primeiros seguidores da religião passaram a adotar este hábito como um pedido de proteção a Jesus. A madeira, no caso, remete à cruz.

Já entre os judeus que viviam na Península Ibérica durante a temida Inquisição Espanhola (Século 15), foram criados códigos para entrada e saída de suas casas e sinagogas por meio de batidas nas portas de madeira. Logo o hábito foi adotado como um sinônimo de proteção.

ESCONDE-ESCONDE
Na tradicional brincadeira de esconde-esconde, que se popularizou na Europa do Século 19, as crianças que conseguiam chegar a uma árvore e encostar a mão em seu tronco de madeira estavam “protegidas” – uma clara evolução das tradições religiosas para o universo infantil.

Vimos em batanga.com

Falando sobre isso

Leave a Reply