Alimentos que aliviam o stress e melhoram o humor

Pesquisas revelam que pessoas estressadas comem mais e queimam menos calorias. Irritabilidade, cansaço, falta de atenção, baixo astral e desmotivação podem estar ligados à sua alimentação.

“A química de alguns alimentos pode alterar a produção de substâncias que são responsáveis por transmitir impulsos nervosos no cérebro e também pelas emoções”, explica o nutrólogo, André Veinert. Para o especialista, o que você come interfere diretamente no seu humor. “Alguns alimentos podem ajudar na produção da serotonina, hormônio do bem-estar. A partir do momento que o cérebro aumenta a sua produção há uma redução na sensação de dor, melhora a qualidade do sono e até pode ajudar no apetite”, afirma o profissional.

Os carboidratos, apesar da má fama e de serem os primeiros eliminados da dieta, são essenciais para a saúde. “O carboidrato eleva o nível de insulina e ajuda na absorção do triptofano. As dietas que tendem cortá-lo podem deixar a pessoa mais irritada e com o seu estado emocional abalado”, ressalta Andre.

Segundo a nutricionista Valéria Coelho, da clínica Thaís Guerreiro, o estresse aumenta a produção de radicais livres. Por isso, é importante incluir alimentos antioxidantes na alimentação. Veja alguns deles:

  • Proteínas: Ricos em proteínas e tripofano, alimentos como carnes, ovos, feijão, leite e derivados não podem faltar no prato;
  • Alface: Rico em lacucina, possui propriedades calmantes e é indicado para diminuir o estresse;
  • Vegetais de folhas escuras: Couve, brócolis, rúcula e folhas escuras possuem ácido fólico, que libera serotonina no organismo;
  • Chocolate: O cacau é rico em tripofano, que estimula a produção de serotonina, e aumenta o bem-estar. Porém, opte pelos chocolates com, pelo menos, 70% de teor de cacau;
  • Oleaginosas: Nozes, amêndoas e castanhas possuem selênio, cobre e magnésio que diminuem o estresse;
  • Peixes e Frutos do mar: O selênio e a vitamina B12 ajudam a reduzir a ansiedade e o cansaço, prevenindo a depressão. Já o ômega-3 ajuda na produção de neurotransmissores. O zinco, muito presente nos frutos do mar, estimula a atenção. A falta destes minerais pode levar à fadiga, dor muscular e fraqueza;
  • Laranja: Rica em vitamina C, poderoso antioxidante, ajuda no relaxamento muscular, no funcionamento do intestino e na absorção dos nutrientes;
  • Batata Doce: “Quando você está sob estresse você tende a comer doces e alimentos ricos em carboidratos. Seu desejo pode ser saciado ingerindo batata-doce. As batatas-doces também são ricas em vitaminas e beta-caroteno que é bom para as mulheres que costumam sofrer com a TPM (tensão pré-menstrual)”, explica a nutricionista Paula Castilho, da Rede Nação Verde;
  • Chá de Maracujá: Feito com as folhas, possui vitamina C e flavonóides que ajudam a acalmar;
  • Castanha do Pará: Rica em selênio, é um poderoso antioxidante e alivia o estresse;
  • Cenoura: Ajuda a baixar a tensão arterial, fortalece o coração, o estômago e o baço, e aumenta a energia do corpo. É rica em caroteno que é convertido em vitamina A no fígado, importante para tratamentos de doenças oculares;
  • Abóbora: Ajuda a agir contra a irritabilidade e depressão. Possui zinco, que ajuda o tripofanato a produzir serotonina;
  • Quinoa: Muito rica em proteínas e cálcio, a quinoa aquece o corpo e fortifica. Ajuda a energizar as funções do corpo;
  • Trigo: Possui trimetilglicina, que contribui para a produção de compostos cerebrais que melhoram o estado de espírito, a energia, o bem-estar, a concentração e a visão. Alivia palpitações do coração, histeria e insônias. Porém, é indicado optar pelo trigo integral;
  • Feijão Branco: A noradrenalina presente dá a sensação de prazer e motivação. Quando preparado com azeite e mostarda, ajuda a acabar com a apatia e o desânimo;
  • Chá de Ginseng: Essa substância melhora a resposta do organismo ao estresse e reduz a ansiedade. O chá também aumenta a energia.

Vimos em http://praticaemoderna.com.br

Falando sobre isso

Leave a Reply