Americana sofre queimaduras de terceiro grau e é abandonada pelo marido

A americana Courtney Cosper Waldon, de 27 anos, de Tallapoosa, no estado da Geórgia (EUA), sofreu um gravíssimo acidente em setembro de 2016. Ela estava em um acampamento quando alguém jogou gasolina numa fogueira. As chamas atingiram Courtney. Mãe de uma filha de 5 anos, ela tinha casado fazia dois meses com Mitchell Cobb. Depois do acidente, Courtney ficou em coma por um mês. Sofreu queimaduras de terceiro grau no rosto e em 40% do corpo. “Fiquei desfigurada”, diz hoje. Duas semanas depois de sair do coma, teve outra notícia que a arrasou: o marido decidiu abandoná-la

Sozinha, sem poder trabalhar, ela ainda perdeu a casa onde morava. O drama de Courtney chocou os Estados Unidos. Sem grana para pagar o financiamento do imóvel, ela e a filha, Caroline, ficaram na rua. A mãe continua fazendo tratamento para se recuperar das queimaduras — procedimentos que custam caro. Campanhas de amigos estão levantando fundos para ajudar Courtney e sua filha

O dinheiro levantado em eventos beneficentes, páginas nas redes sociais e sites de arrecadação será usado para construir uma nova casa para ela e para a filha, além de pagar o tratamento médico de Courtney,

As cirurgias plásticas para recuperar o rosto de Courtney, afetado pelo fogo, são feitas com aparelhos de última geração. Utilizam laser e podem custar até R$ 34 mil cada uma, indica o site Go Fund Me, que os amigos e parentes dela usam para juntar dinheiro e ajudar Courtney

O marido sumiu e não a ajuda. Dizia-se apaixonado por ela, mas alegou que não tinha condições emocionais para ficar ao lado da mulher — desculpa sem sentido que revoltou a família e internautas que se mobilizaram para colaborar com Courtney

“Foi como se eu tivesse levado um tapa na cara quando soube que ele tinha me deixado”, desabafou Courtney

“Mesmo de cama, com o rosto todo queimado e o corpo machucado pelo fogo, pedi para ele voltar comigo”, contou ela. “Ele só repetia que ‘não poderia lidar com isso’ e que iria embora. foi embora dizendo que não tinha como me ajudar”, relembrou

“Minha filha não merecia isso”, completou, falando ainda sobre o abandono do marido

Abalada com o abandono do marido, que nem a visita mais, Courtney tem de lidar com outro drama: “Quando me vi no espelho depois do acidente, quase desmaiei. Fiquei doente depois disso”

Courtney tenta agora reconstruir a vida com a filha. Ela disse, em entrevista ao jornal Daily Mail: “Eu era uma menina bonita e feliz, minha vida era ótima. De repente, tudo mudou. Hoje tenho dificuldades até para me vestir por causa das queimaduras”

“Preciso reaprender a fazer as coisas mais simples, como usar talheres e brincar com a minha filha. Preciso mesmo de ajuda para prosseguir. E nesse ponto muita gente tem me apoiado, o que me dá forças para continuar”, afirmou, emocionada sobre campanhas de financiamento e páginas nas redes sociais criadas para levantar fundos para a mãe do estado da Geórgia

A mãe de Caroline passou 51 dias na UTI e tem sido submetida a várias operações plásticas por mês desde o acidente para reconstruir o rosto e partes do corpo

“No início ficava muito triste porque as pessoas me olham como se fosse um monstro”, diz ela

Ela terá que passar por ao menos 12 cirurgias até o fim de 2018

“Sei que meu rosto ficou desfigurado e assusta. Ainda assim, tem gente que não sabe o que aconteceu e me olha como se eu fosse outro mundo”

“Houve momentos em que achei que fosse desistir disso tudo”, admitiu ela

“Só não o fiz por causa da milha filha. Ela não me visitou no hospital. Não deixaram. Só fui vê-la quando tive alta e fomos para a casa da minha família. Quando ela me ouviu pela primeira vez, me deu um abraço forte e me emocionei”

— Ela tem sido formidável comigo. Quando estava reaprendendo a andar, e caía, ela ficava perto e segurava a minha mão. Dizia: “Mamãe, estou aqui, pode segurar a minha mão”

“Me lembro de cada segundo do dia do acidente”, contou ela ao Daily Mail. “Estava perto da fogueira quando jogaram combustível para o fogo aumentar. Quando senti o fogo me queimar, caí e gritei, rolando no chão. Berrava para chamar a ambulância”

Sem casa para morar, Courtney mudou-se com a filha para a casa da mãe em Tallapoosa. Estão recebendo apoio de moradores, que fizeram vigília para ela quando estava em coma

Eles têm feito doações para a família. Juntando com o dinheiro recebido em campanhas na internet, foram reunidos quase R$ 38 mil. Pretendem somar R$ 65 mil para bancar o tratamento, mas outras ações serão feitas para juntar mais dinheiro como ajuda para Courtney

Com o dinheiro arrecado por internautas, operários estão construindo a casa onde ela vai morar com a filha. As obras começaram em fevereiro

“”Meu rosto mudou completamente. Ainda não me acostumei com isso”, confessa

Sem o marido por perto, mas com milhares de pessoas ajudando, ela avisa que tem “recobrado a esperança para seguir adiante”

— Espero, no futuro, poder ajudar quem passou ou está passando por uma situação como essa

— Minha filha está sempre ao meu lado para me dar forças

Vimos em mae.digital

Falando sobre isso

Leave a Reply