Após fazer comentários agressivos sobre Marisa, médico é demitido

‘Esses fdp vão embolizar ainda por cima. Tem que romper no procedimento. Daí já abre pupila. E o capeta abraça ela’, afirmou Richam Faissal Ellakkis em grupo do Whatsapp;

O neurocirurgião Richam Faissal Ellakkis foi demitido pela Unimed. Ele fez comentários pesados sobre o tratamento oferecido pelo Hospital Sírio-Libanês à ex-primeira-dama Marisa Letícia, que se tratava de um AVC (acidente vascular cerebral) e morreu na tarde desta sexta-feira, dia 3. As informações são da repórter Claudia Collucci, da “Folha”.

Em uma conversa num grupo de WhatsApp publicada pelo jornal “O Globo”, o neurocirurgião disse: : “Esses fdp vão embolizar ainda por cima. Tem que romper no procedimento. Daí já abre pupila. E o capeta abraça ela”, referindo-se a Marisa.

O neurocirurgião Richam Faissal Ellakkis

O neurocirurgião Richam Faissal Ellakkis

Dados sigilosos sobre a paciente foram passados na conversa, e a médica que os divulgou no grupo, Gabriela Munhos, também foi mandada embora do Sírio-Libanês.

A Unimed São Roque, unidade em que Ellakkis trabalhava, disse, em nota, repudiar “veementemente as declarações dos médicos citados nas reportagens que abordam o vazamento de informações sigilosas durante o diagnóstico da ex-primeira dama Marisa Letícia Lula da Silva”.

Depois que as conversas vieram a público, Ellakkis deletou seu perfil no Facebook, de acordo com o site “Pragmatismo Político”.

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*