As chances de se ter filhos dessa maneira é de 1 em 15 milhões, mas aconteceu com essa mulher!

Bethani e Tim Webb, de Alberta, Canadá, ficaram noivos no outono de 2015. O plano deles era simples: eles queriam iniciar uma família e viver uma vida feliz junto.

Para a surpresa dos dois, esse sonho se realizou muito mais rápido do que o esperado. No final de 2015, Bethani ficou grávida e o casal esperou ansioso pelo primeiro ultrassom. Tudo o que eles queriam era que a gravidez estivesse correndo bem e que o bebê fosse saudável, mas o médico tinha uma notícia chocante para eles.

Bethani e Tim seriam pais não de uma, não de duas, não de três… mas de quatro meninas! Desnecessário dizer que o jovem casal ficou um pouco pasmo com essa pegadinha do destino, mas a ficha caiu logo e eles começaram a se preparar para a chegada das meninas. A espera até o parto foi cheia de emoções diferentes. Bethani e Tim estavam, lógico, extasiados e animados, mas eles também estavam bastante preocupados, e com razão. Toda gravidez tem seus riscos, mas esses riscos aumentam drasticamente quando há mais do que uma criança no útero.

Quando as contrações começaram, logo ficou claro que seria necessário uma cesariana. Felizmente a operação correu bem e Bethani deu à luz a quatro menininhas idênticas: Abigail, Grace, Emily e Mckayla. As irmãs pesavam cerca de 900g cada uma e passaram as primeiras semanas de suas vidas em incubadoras.

Mas logo as meninas foram para casa. A princípio Bethani e Tim acharam difícil distinguir as filhas, então eles tiveram uma solução inteligente: eles pintaram as unhas das meninas com cores diferentes! As quatro imãs dormiam juntas em um berço grande e Bethani já tinha notado que elas sentiam falta uma da outra quando eram separadas por alguns minutos. Hoje as meninas estão bem e animadas para celebrarem seu primeiro Natal em casa.

A probabilidade de se ter quadrigêmeos idênticos é de 1 em 15 milhões, mas de alguma maneira, Bethani e Tim venceram as probabilidades. Eles podem ter ficado um pouco sobrecarregados no início, mas eles estão se ajustando à vida em família e não fariam diferente. Tudo de melhor para eles e para essas crianças muito especiais!

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre sue médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply