Bárbara Borges mostra diástase na barriga com mensagem de aceitação: “Feliz da vida”

Bárbara Borges é mais uma mulher que se deparou com a diástase depois da gravidez. Mamãe de Martin, de dois anos, e de Theo, de cinco meses, a atriz usou as redes sociais para falar do problema que, de acordo com ela, é comum, mas pouco falado.

“Precisamos falar sobre a diástase reto abdominal!!! A diástase é o afastamento dos músculos retos do abdômen que atinge muitas mulheres no pós parto”, iniciou.

De acordo com Paula Marcovici, ginecologista e obstetra, a diástase é o afastamento dos músculos do abdômen e, geralmente, afeta as mulheres depois de uma ou mais gestações. A causa, como explica, é ação dos hormônios que têm como função relaxar as musculaturas – da barriga, para o bebê crescer, e da pelve, para ele sair.

Embora a estética seja o que mais incomode as mulheres, esse afastamento, quando mais severo, pode causar alguns problemas posturais. Por isso, a depender do grau, é essencial procurar tratamento, que pode ser uma série de exercícios ou até cirúrgico.

Dia do Bem?? Dia de bolo lindo e delícia? @licalima_bolos #maedobem #maedemenino #mesversario #meubebetacrescendo #bologostoso

A photo posted by Bárbara Borges/ Atriz (@bbmaedobem) on

Bárbara Borges, depois de ser diagnosticada com a condição, procurou tratamento. “Hoje foi diagnosticada a minha diástase por uma fisioterapeuta e comecei a fazer o tratamento. Tratar a diástase não é uma questão apenas estética, vai muito além disso, pois se não tratada pode ser prejudicial à saúde e acarretar em dores fortes na coluna lombar e na região pélvica. Pra minha surpresa é mais comum do que se imagina, no entanto, muito pouco se fala. Então resolvi falar! E escolhi essa foto em que aparece bem a minha diástase”, escreveu.

Famosas como Sandy, Thaís Fersoza e Thaís Pacholek também sofreram com o problema. Para a cantora, o que resolveu foi a intensificação dos abdominais. Já as duas atrizes optaram por uma técnica diferente, chamada de método hipopressivo, que foca no fortalecimento de toda a região pélvica e, portanto, além de tratar a diástase, evita problemas na coluna e incontinência urinária.

Veja relato da atriz na íntegra:

“Precisamos falar sobre a diástase reto abdominal!!! A diástase é o afastamento dos músculos retos do abdômen que atinge muitas mulheres no pós-parto. Durante a gestação, o útero em expansão provoca um alongamento dos músculos abdominais, o que pode causar uma separação das duas bandas musculares que se encontram na região central do abdômen. No local onde os dois músculos se separaram pode passar a haver um abaulamento – ou uma espécie de ‘espaço’ onde a barriga se torna mais protuberante. E muito embora a gravidez seja um dos principais fatores de risco associados à diástase abdominal, a condição também pode ser causada por exercício abdominal intenso, rápido ganho de peso e levantamento excessivo de peso.

Hoje foi diagnosticada a minha diástase por uma fisioterapeuta e comecei a fazer o tratamento. Tratar a diástase não é uma questão apenas estética, vai muito além disso, pois se não tratada pode ser prejudicial à saúde e acarretar em dores fortes na coluna lombar e na região pélvica.

Pra minha surpresa é mais comum do que se imagina, no entanto, muito pouco se fala. Então resolvi falar! E escolhi essa foto em que aparece bem a minha diástase!
É isso aí! Hoje sou uma mulher prestes a completar 38 aninhos com corpo de quem teve 2 filhos e é feliz da vida!”

Precisamos falar sobre a diástase reto abdominal!!! A diástase é o afastamento dos músculos retos do abdômen que atinge muitas mulheres no pós parto. Durante a gestação, o útero em expansão provoca um alongamento dos músculos abdominais, o que pode causar uma separação das duas bandas musculares que se encontram na região central do abdômen. No local onde os dois músculos se separaram pode passar a haver um abaulamento – ou uma espécie de “espaço” onde a barriga se torna mais protuberante. E muito embora a gravidez seja um dos principais fatores de risco associados à diástase abdominal, a condição também pode ser causada por exercício abdominal intenso, rápido ganho de peso e levantamento excessivo de peso. Hoje foi diagnosticada a minha diástase por uma fisioterapeuta e comecei a fazer o tratamento. Tratar a diástase não é uma questão apenas estética, vai muito além disso, pois se não tratada pode ser prejudicial à saúde e acarretar em dores fortes na coluna lombar e na região pélvica. Pra minha surpresa é mais comum do que se imagina, no entanto, muito pouco se fala. Então resolvi falar! E escolhi essa foto em que aparece bem a minha diástase! É isso aí! Hoje sou uma mulher prestes a completar 38 aninhos com corpo de quem teve 2 filhos e é feliz da vida! #maedobem #diastaseabdominal #posgravidez #soumae #maededois #maternidadereal #soufeliz

A photo posted by Bárbara Borges/ Atriz (@bbmaedobem) on

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply