Bárbara Borges revela dificuldade para amamentar Theo e faz relactação com sonda

Bárbara Borges, que é mãe de Martin, de dois anos, e de Theo, de quase três meses, compartilha várias aflições da maternidade com suas seguidoras no Instagram. A prática é importante para que mães se identifiquem e entendam que alguns problemas e dificuldades são comuns e podem ser superados. A última publicação da atriz mostrou que ela enfrenta problemas para amamentar e está fazendo uso da técnica de relactação para não interromper o processo.

Assim como Sandy durante o aleitamento de Theo, Bárbara está relactando durante as mamadas. Ela contou que já havia usado a prática com Martin, o mais velho, e adotou agora de novo.
Como conta, sua produção ainda não é o suficiente para alimentar o pequeno e, por isso, a amamentação não é exclusiva. Ou seja, além do leite materno, Theo se alimenta com leite artificial formulado.

É para que o bebê não experimente o bico da mamadeira e abandone o peito que a atriz faz a relactação. “Quando a criança deixar de mamar no peito por algum motivo e ela experimenta o bico da mamadeira, percebe que por ali o leite sai muito mais fácil. Isso leva ao desmame”, explica a Dra. Luciana Herrera, pediatra especialista internacional em amamentação.

Relactação: o que é e como fazer

Relactação. Conhece? Já ouviu falar? São muito os benefícios da relactação para as mulheres que enfrentam dificuldades na amamentação e que querem continuar amamentando. Eu fiz com o Martin e agora estou repetindo com o Theo. É uma técnica de amamentação em que a mãe oferece para o bebê o leite que ela tirou, ou o artificial, que fica armazenado num recipiente, através de uma sondinha colocada estrategicamente ao lado do bico do peito para que o neném faça a complementação necessária sem deixar de mamar no peito e ingerir o leite materno!!! A amamentação do Theo não é exclusiva. Eu também tiro meu leite mas ainda assim preciso oferecer leite artificial algumas vezes. Tenho me esforçado fazendo acupuntura e tomando homeopatia numa tentativa de aumentar minha produção de leite para ficar no aleitamento exclusivo mas tem sido bem difícil. Até aumentou minha produção de leite mas ao mesmo tempo, como ele vai ganhando peso e crescendo, a demanda dele de leite vai aumentando também e fica puxado pensar em ficar só no peito. Mas vou tentando! Se não der, de qualquer maneira, valeu a tentativa também! Por isso, eu indico: mães, antes de partir pra mamadeira, experimentem a relactação! #maedobem #maternidadereal #aleitamento #relactacao

A photo posted by Bárbara Borges/ Atriz (@bbmaedobem) on

Com a técnica, o leite – artificial ou ordenhado – é colocado em um recipiente que fica posicionado entre os seios ou pendurado no pescoço da mãe. Uma sonda bem fininha é colocada no recipiente e vai até o bico do peito, onde fica presa por uma fita micropore. Assim, quando o bebê abocanha e suga o seio, ele também suga o leite do recipiente através da sondinha.

A relactação pode ser feita de duas maneiras. Na primeira delas, a mãe oferece o próprio leite retirado através de um ordenha anteriormente. Esse tipo é usado geralmente quando o bebê tem problemas para sugar o peito. Já quando a produção da mulher é que está baixa ou insuficiente, o leite artificial é que é oferecido junto com o natural.

Ela serve para evitar a confusão de bicos e o desmame precoce ou para aumentar a produção do leite materno, já que a sucção do bebê estimula a produção de dois hormônios essenciais para a amamentação: a prolactina e a ocitocina.

O bebê volta a mamar normalmente? Quanto tempo dura?

Cada binômio de mãe e bebê funciona de um jeito e evolui em seu tempo. “Cada caso é um caso e tudo depende da idade da criança, das condições do desmame e de quanto tempo ele ficou sem mamar”, explica a pediatra.

Embora valorize o peito, a atriz reconhece que o processo não é fácil e, na tentativa de desromantizar a prática, é muito sincera dizendo que quer amamentar exclusivamente, tanto que para isso, além da técnica, está fazendo acupuntura e tomando remédio homeopático, mas que sabe o quão complexo é o momento e se prepara para não sentir culpada caso não consiga. “Se não der, de qualquer maneira, valeu a tentativa também! Por isso, eu indico: mães, antes de partir pra mamadeira, experimentem a relactação!”, escreveu.

Veja relato na íntegra:

Relactação. Conhece? Já ouviu falar? São muito os benefícios da relactação para as mulheres que enfrentam dificuldades na amamentação e que querem continuar amamentando. Eu fiz com o Martin e agora estou repetindo com o Theo. É uma técnica de amamentação em que a mãe oferece para o bebê o leite que ela tirou, ou o artificial, que fica armazenado num recipiente, através de uma sondinha colocada estrategicamente ao lado do bico do peito para que o neném faça a complementação necessária sem deixar de mamar no peito e ingerir o leite materno!!! A amamentação do Theo não é exclusiva. Eu também tiro meu leite, mas ainda assim preciso oferecer leite artificial algumas vezes. Tenho me esforçado fazendo acupuntura e tomando homeopatia numa tentativa de aumentar minha produção de leite para ficar no aleitamento exclusivo mas tem sido bem difícil. Até aumentou minha produção de leite, mas, ao mesmo tempo, como ele vai ganhando peso e crescendo, a demanda dele de leite vai aumentando também e fica puxado pensar em ficar só no peito. Mas vou tentando! Se não der, de qualquer maneira, valeu a tentativa também! Por isso, eu indico: mães, antes de partir pra mamadeira, experimentem a relactação!

Vimos em vix

Falando sobre isso

Leave a Reply