Bebê nasceu sem cérebro, mas sobreviveu. Anos depois um exame mostrou algo que ninguém podia acreditar

Quando Shelly Wall estava grávida, os doutores deram a ela e seu marido uma notícia terrível. Lhes disseram que se seu filho nascesse, provavelmente não sobreviveria por mais que um par de dias. O pequeno tinha hidrocefalia e, como consequência, não somente sua cabeça era muito grande, mas também quase não possuía cérebro: tinha somente 2%.

Mas Noah Wall é um milagre. Ele venceu as porcentagens e sobreviveu. E se bem que seu desenvolvimento tenha sido mais lento que o de qualquer criança devido a sua condição, conseguiu aprender a falar e realizar coisas básicas como qualquer outra pessoa.

Aos quatro anos, os doutores quiseram checar sua condição e o que viram nas radiografias era simplesmente incrível. Noah não era um “milagre” somente por sobreviver… era porque seu cérebro começou a crescer e desenvolver-se.

Isto o converteu em um caso único em um milhão.

Hoje em dia é um caso a ser estudado, e fala-se sobre ele em muitas palestras e hospitais. Sua história impressionou tanto que a BBC produzirá um documentário sobre sua recuperação, que se chamará “O menino sem cérebro”.

Noah é um menino realmente feliz. Utiliza uma cadeira de rodas para movimentar-se, canta, fala e nunca deixa de sorrir. Seu cérebro já tem 80% de seu tamanho normal.

Sua mãe está realmente feliz por ter decidido continuar com sua gravidez apesar do perigo pelo qual passava.

Hoje sabe que a medicina as vezes é surpreendida por pequenas maravilhas como seu filho.

“Rob e eu começamos a chorar quando escutamos a notícia. Foi como um sonho, nunca tínhamos visto nada igual. Inclusive os médicos choraram surpreendidos com o que Noah conseguiu fazer”.
– Shelly Wall

Vimos em mae.digital

Falando sobre isso

Leave a Reply