BORA APRENDER A FAZER GOIABADA? É SUCESSO GARANTIDO E MUITOS ELOGIOS-

Eu adoro a expressão “chuva das goiabas” que sempre ouvi de gente mais velha, referindo-se às chuvas de março, que deixa as goiabeiras carregadinhas… Lembro-me com saudade dessa época do ano lá no nosso sítio… Como dizia minha mãe: “goiaba aqui é mato!” Tinha demais, o chão ficava coalhado de goiabas caídas maduras do pé. E para todo lado era aquele cheiro doce evaporando do chão. O jeito era fazer goiabada cascão, geleia de goiaba, goiabada mole, doce de goiaba em calda, era muita goiabada!

É o tipo de doce versátil, cada um faz do jeito que quiser: cremosa, de cortar, massa fina, cascão…

Ingredientes:
Para cada quilo de goiaba limpa e cortadas, colocar 1/2  kg de açúcar. Se não tiver como pesar em uma balança, calcule uma medida de goiaba e a metade da medida de açúcar. Pode ser uma panela, uma lata vazia de óleo, uma caixinha de leite, o que quiser.

Modo de Fazer:
A goiaba não deve ser descascada para fazer o doce.
Lavar bem as goiabas, tirar as pontas e partir ao meio. Depois, tirar a polpa e reservar em uma vasilha. A goiaba sem a polpa vai ser cortada bem miudinha, mas que fique com pequenos pedaços.

Bater no liquidificador a polpa com um pouco de água. Não bater muito, senão vira água. Coar esta mistura na peneira para tirar as sementes. Colocar no tacho a casca da goiaba, a polpa e em seguida o açúcar.

Mexer bastante, até aparecer o fundo do tacho sem parar. Uma boa dica é usar um amassador de feijão, daqueles de madeira, se achar que os pedacinhos ainda estão grandes. Para ficar no ponto, a goiabada deve ficar grossa e vermelhinha. O ideal é fazer com uma colher de pau de cabo bem comprido, porque o doce respinga muito e queima os braços.

Obs: Para saber se já deu o ponto, molhe a faca na água e depois coloque na goiabada. A goiabada que grudar na faca é colocada na água novamente e em seguida retire com a mão. Se ela ficar durinha é porque está no ponto.

Colocar a goiabada na forma de madeira forrada com celofane ou em vasilha,  untada com manteiga.

Servir com um queijinho mineiro… Isso é uma tentação!

Tenho uma dica valiosa de  Dona Lucinha, a melhor cozinheira de MG:

“A técnica tradicional para fazer goiabada é em tacho de cobre, com colher de pau de cabo comprido. O jeito de mexer o doce é mexendo vai e vem (para frente e para trás) para não agarrar, no final mexa rodando a colher em todo o tacho, para dar brilho ao doce. O segredo é sempre pingando um pouquinho de água de vez em quando durante o cozimento e colocar o açúcar só no final.”

fonte-http://www.mytaste.com.br/click/index/9530959/nacozinhadamargo.blogspot.com.br

fonte-da foto-https://www.facebook.com/AROCAW/photos_stream

 

Falando sobre isso

Leave a Reply