Cabelo caindo? Veja como desintoxicar couro cabeludo com procedimento em casa

Muitos fios de cabelo no chão, na mão e na escova são indícios de que algo não vai bem com sua saúde capilar. A calvície feminina é um dos problemas mais indesejados e se torna aparente com a redução do volume dos fios, que também ficam mais fininhos. O tratamento para esta queixa pode ser feito no salão de beleza, com medicamentos e até em casa, com receitas caseiras.

A queda excessiva de cabelo pode ser causada por fatores como estresse, desequilíbrio hormonal, genética ou inflamação no couro cabeludo. Seja qual for a motivação, fato é que a situação pode colocar a autoestima da mulher lá embaixo. Por isso, é importante identificar se você realmente tem este problema e, a partir daí, investir em um detox capilar. Com este procedimento simples, que pode ser feito no banho, os fios ficarão mais nutridos e fortalecidos.

Como saber se tenho queda de cabelo

Normalmente, uma mulher perde até 100 fios de cabelo por dia. Eles caem no momento em que escovamos e penteamos ou na lavagem. Estes fios são naturalmente substituídos, então, não há com que se preocupar.
Já a pessoa que passa a perder mais de 100 fios por dia tem, sim, problema com queda de cabelo. Normalmente, a própria mulher passa a notar maior quantidade de fios na escova ou mesmo no chão do banheiro.

Um teste rápido para detectar queda de cabelo é segurar uma mecha e puxá-la: se mais de 15 fios se soltarem de uma só vez, é sinal de problema.

Tratamento para pouco cabelo

Caso você sinta que seu cabelo está com espessura mais fina, existem algumas opções de tratamento.

A proprietária do salão Mary Ann Hair Beauty, Mary Ann, indica o uso de tônicos capilares, que ativam a circulação e são responsáveis pela nutrição dos fios.

Outro recurso é o tratamento clínico, feito com cápsulas de vitaminas específicas e loções capilares e, em alguns casos, até cirurgias e implantes.

Já no salão de beleza, os profissionais aplicarão máscaras nutritivas e de revitalização.

Tratamento caseiro

Em casa, é indicado que o tratamento de detox capilar seja feito com um intervalo de 10 a 15 dias. Ele pode ser realizado até mesmo em cabelos com escova progressiva. Outra dica importante é usar uma máscara nos cabelos rica em vitaminas. “A máscara traz diversos benefícios. Além de hidratar, fortalece os fios, dá brilho e maciez”, explica  a profissional.

Acompanhe as dicas para fortalecer e deixar seu cabelo mais saudável com o passo a passo abaixo:

Detox capilar contra queda: passo a passo 

1.     Proteja o fio

Nos cabelos secos, passe algum produto de proteção que tenha proteína em sua fórmula. Aplique no comprimento dos cabelos em quantidade suficiente para umedecer as mechas. Há cremes específicos para esta etapa, que evita danos ao cabelo.

2.     Desintoxique o couro cabeludo

Escolha um tônico a base de nutrientes e vegetais e aplique no couro cabeludo com um pincel. Importante: com as pontas dos dedos, sem usar as unhas, faça uma massagem vigorosa de 3 minutos por toda a cabeça, começando da parte posterior. Isso vai promover a limpeza e ativar a circulação. Deixe agir por 20 minutos.

3.     Passe um shampoo adstringente

Lave os cabelos com o shampoo adstringente. O segredo é diluir o shampoo na água em uma cumbuca, para espalhar melhor e não deixar resíduos.

4.     Condicione por 2 minutos

Finalize o tratamento aplicando seu condicionador usual, do comprimento às pontas e evitando o contato com o couro cabeludo. Massageie mecha a mecha e deixe agir por 2 minutos. Em seguida, enxágue bem.

5.     Seque com toalha e secador

Retire o excesso de água com uma toalha. Você pode utilizar secador ou fazer uma escova, opcionalmente. Não passe produtos finalizadores.

Quando devo procurar um médico? 

Caso a queda de cabelo persista, é recomendado que você procure um dermatologista para investigar as causas do problema e realizar o tratamento adequado para o seu caso. Enquanto o detox capilar elimina o excesso de resíduos e ajuda a nutrir o cabelo, ele só consegue agir no próprio fio, onde nem sempre está a origem do problema – que pode ser, inclusive, emocional ou relacionada a deficiências na alimentação.

Vimos em http://www.bolsademulher.com

Falando sobre isso

Leave a Reply