Colonoscopia: como é o exame que detecta câncer e quem deve fazer

A colonoscopia é um exame importante e necessário no diagnóstico precoce do câncer de intestino ou colorretal. No entanto, ainda enfrenta alguns preconceitos, o que acaba levando muitas pessoas a não procurarem um médico ou não realizarem o exame. “Muitas pessoas acham que é desconfortável e também por ferir a masculinidade. Ambos os conceitos são errados”, afirma o coloproctologista Fábio Guilherme Campos, presidente da Sociedade Brasileira de Coloproctologia.

Como o exame é feito

Para fazer o exame de colonoscopia, um tubo flexível com uma microcâmera na ponta é introduzido no ânus para que o médico possa visualizar o interior do reto e do cólon através de imagens que são mostradas em uma TV. A médica Angelita Gama, fundadora da Associação Brasileira de Prevenção ao Câncer de Intestino (Abrapreci) explica que há uma sedação do paciente e que, por isso, não há desconforto nem se sente nada.

Exame deve ser feito periodicamente a partir dos 50 anos

Quem precisa fazer?

A colonoscopia é necessária em todas as pessoas acima de 50 anos, em indivíduos de grupo de risco acima de 40 anos, ou sempre que o médico solicitar. Cabe também ao profissional definir a frequência para fazer o exame em cada caso. “O paciente deve ir a um coloproctologista e se aconselhar”, diz o médico.

Segundo ele, é errado recomendar que o exame seja feito anualmente, pois existem situações distintas. “Uma pessoa pode ter, por exemplo, doença intestinal inflamatória ou ter antecedentes importantes de pólipos e câncer. Isso vai tornar a necessidade do exame mais precoce e mais frequente. Somente um especialista sabe isso”, explica.

vimos em:bolsademulher

Falando sobre isso

Leave a Reply