Com caminhada e corrida, jovem de Manaus emagrece 18 kg em 3 meses

O estudante de engenharia de produção Magdiel Max Santos Coelho, de 23 anos, sempre teve sobrepeso. Mas foi em 2013, depois de uma crise por uma desilusão amorosa, que ele chegou a seu peso máximo: 86 kg. “Tenho uma fissura por doce e somatizei todos os sentimentos ruins na comida, por isso engordei tanto”, diz. Com 1,68 m de altura, o jovem entrou na categoria de obeso e começou a ficar preocupado com sua saúde, temendo desenvolver diabetes tipo 2 como sua mãe.

Madiel emagreceu 18 kg com mudança de alimentação, caminhada e corrida (Foto: Madiel Max Santos Coelho/Arquivo pessoal)Madiel emagreceu 18 kg com mudança de alimentação, caminhada e corrida (Foto: Mag
diel Max Santos Coelho/Arquivo pessoal)

Apesar da apreensão, ele manteve hábitos poucos saudáveis como não ter hora para comer, exagerar em doces e massas, tomar refrigerante em todas as refeições e ter uma vida totalmente sedentária. O que o fez se sentir realmente mal sobre seu peso e decidir tomar uma atitude foi ver uma foto que evidenciou sua barriga.

Madiel RaioX (Foto: G1)

Em março deste ano, entrou de férias da faculdade e viajou para o interior do Amazonas para visitar parte da família em Parintins. Lá, com o apoio da tia, começou a fazer caminhadas diárias que, com o tempo, se transformaram em corridas. A princípio só aguentava andar por 20 minutos e sentia muita dor. Depois, pegou gosto pela atividade e não parou mais. Hoje, além de correr, faz natação.

A tia, que costuma seguir uma dieta saudável, deu dicas de como ele poderia melhorar sua alimentação. “Segui o roteiro dela e passei a comer de 3 em 3 horas. Até hoje não tomo mais refrigerante e introduzi mais vegetais no cardápio.” No começo, sentia “repulsa” por alguns alimentos como a beterraba, mas acabou se acostumando.

A viagem a Parintins durou 15 dias, período no qual passou pela prova de fogo das comemorações da Páscoa. Sendo chocólatra, ele conseguiu se segurar e não exagerar nos ovos de chocolate e brigadeiros que a família preparou.

Descrença
Quando voltou para Manaus, ninguém acreditou que ele fosse manter os hábitos saudáveis. “Meus pais e parentes ficaram duvidando que eu ia continuar. Mas perceberam que estava focado quando comecei a comprar fruta todo dia. Em casa, ninguém tinha o hábito de comer fruta. Eles viram que eu estava levando a sério e começaram a me ajudar. Agora eles também estão comendo coisas mais saudáveis.”

Já os amigos logo viram a mudança de hábito em Madiel e trocaram os convites que faziam. “Sempre que meus amigos me chamavam para sair, era para ir em rodízio de alguma coisa. Notei logo de cara que eles viram que emagreci e mudaram totalmente de convite. Hoje chamam para correr, pedalar, jogar bola. Respeitaram a minha decisão de não comer de tudo.”

Salada passou a fazer parte da maior parte das refeições de Madiel (Foto: Madiel Max Santos Coelho/Arquivo pessoal)Salada passou a fazer parte da maior parte das refeições de Madiel (Foto: Madiel Max Santos Coelho/Arquivo pessoal)

 

CURTA O BEM ESTAR
Siga o programa nas redes sociais

Madiel observa que não fez nenhuma dieta radical, só limitou as massas a duas refeições por semana, cortou o refrigerante, aumentou o consumo de frutas, verduras e legumes e diminuiu o chocolate. Se antes chegava comer uma barra grande por dia, agora come um tablete pequeno quando sente vontade.

Apesar do apoio da família e dos amigos, a maior motivação, segundo o jovem, foi olhar suas fotos em que aparecia acima do peso. Em 3 meses, passou dos 86 kg iniciais para 68 kg. Suas roupas, antes número 46, agora são 38 e ele teve que trocar quase 90% do guarda-roupa.

“Às vezes acho que dá um estalo na vida e a gente acorda e vê que está perdendo tempo, se maltratando. Minha autoestima melhorou muito, comecei a me arrumar mais, vestir roupas que antes não vestia.”

 

O estudante diz que superou a descrença de seus pais, que não acreditavam que ele teria força de vontade para emagrecer (Foto: Madiel Max Santos Coelho/Arquivo pessoal)O estudante diz que superou a descrença de seus pais, que não acreditavam que ele teria força de vontade para emagrecer (Foto: Madiel Max Santos Coelho/Arquivo pessoal)
vimos em:bemestar

Falando sobre isso

Leave a Reply