Como os hormônios afetam seu peso

Pode ser até difícil acreditar, mas a verdade é que, para algumas pessoas, o peso depende menos de ingestão de legumes e peito de frango cozidos no vapor e mais de certas substâncias químicas do nosso organismo. Mas são justamente os hormônios que dão ao nosso corpo a ordem para armazenar gorduras ou baixar o peso.

Existem muitos fatores que influenciam no peso: sedentarismo, genética, comer em excesso. Porém, os hormônios responsáveis pelo metabolismo também têm uma grande responsabilidade nesse processo.

São justamente os hormônios que decidem se você perderá ou ganhará peso.

E lembre-se: se quiser entender mais do assunto ou fazer um tratamento, procure um especialista; ele saberá orientá-lo e ajuda-lo a perder peso de maneira consciente sem milagres que coloquem em risco sua saúde.

Insulina

As células retiram energia da glicose. Após comer, o nível de glicose aumenta e o pâncreas secreta insulina. A insulina, por sua vez, ajuda na distribuição de glicose às células. É como se a insulina batesse na porta das células para fazer uma entrega de glicose. As células abrem a porta, deixando a glicose entrar. A insulina nos garante energia, mas também leva ao acúmulo de gordura.

Cortisol

O cortisol é o hormônio do estresse. Ele é secretado pelas glândulas suprarrenais para prevenir que a glicose entre no sangue. Justamente por isso, o estresse leva ao desejo de comer algo doce, para que o organismo acumule forças para enfrentar situações difíceis.

O cortisol acelera o metabolismo para conservar energia. Se o organismo tem um alto nível de cortisol, a gordura ficará acumulada.

Leptina

A leptina é o hormônio da satisfação produzido pelas células de gordura, enviando ao cérebro o sinal de que você está “cheio”. É ele quem controla a velocidade do metabolismo e decide o que fazer com a gordura: acumular ou queimar. Nos organismos com baixo nível de leptina, a pessoa acaba comendo em excesso. Muitas vezes o que provoca queda no nível de leptina é a falta de sono, por isso é importante organizar bem o dia.

Hormônios tireoidianos

Os hormônios tireoidianos (T3 e T4) são produzidos pela glândula tireoide e agilizam a queima de gordura. Deles depende a velocidade do metabolismo. Quando o organismo tem um nível baixo desses hormônios, a gordura fica acumulada no corpo.

O que você precisa comer e que atividades deve fazer para perder peso?

Alimentação

Estudos mostram que a frequência ideal para alimentação é três vezes por dia.

Dietas muito restritivas são estressantes para o organismo. Você pode até emagrecer, mas será por pouco tempo, pois seu organismo receberá o sinal de que você está passando por momentos difíceis e que, por via das dúvidas, deve armazenar energia. O resultado disso é ganho de peso ainda que você coma pouco.

O melhor é perder peso aos poucos, diminuindo gradativamente a quantidade de calorias ingeridas (por exemplo, se você deve consumir 1.900 calorias por dia, consuma 1.700; a quantidade exata depende de sua idade, altura, peso e estilo de vida). Assim, você “convence” seu organismo de que não é preciso armazenar gordura.

Consuma alimentos que contribuam para que seu organismo aceite melhor a insulina. São aqueles produtos com baixo índice glicêmico (pouco açúcar), o que indica o nível de glicose que estará presente no sangue após ingerir aquele determinado alimento.

Em vez de consumir carboidratos rápidos, prefira proteínas e fibras: elas saciam e ajudam a controlar a quantidade de comida ingerida. As proteínas são a matéria-prima para a construção dos músculos. E quanto mais desenvolvidos forem os seus músculos, mais calorias o corpo gasta, mesmo durante períodos de inatividade.

Exercícios

Quando você treina, os músculos consomem as reservas de glicose, que precisam ser repostas. Uma pesquisa provou que os treinos mais eficazes para aumentar os níveis de insulina são aqueles de alta intensidade com intervalos.

O tempo ideal de treino é entre 1h e 1h30, para exercícios de intensidade moderada. Mas bastam 20 minutos caso o treino seja de alta intensidade com intervalos. Após os exercícios, o corpo continua queimando calorias até o dia seguinte. Durante o treino, consuma uma bebida à base de proteínas e carboidratos (ou apenas de carboidratos). Isso irá ajudar a manter os níveis de cortisol sob controle.

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre sue médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*