Cortar o glúten da dieta ajuda mesmo a emagrecer?

Uma dieta fundamental para celíacos, o glúten também é agora evitado na alimentação de quem deseja emagrecer. Mas, será que a proteína ajuda mesmo a perder peso? O principal argumento é que ele diminui a produção de hormônios relacionados à saciedade, além de dificultar a digestão.

O glúten está presente em alimentos que levam trigo, centeio, cevada, aveia ou malte e é a responsável pela viscosidade de massas compostas pela mistura de farinha e água. O site Minha Vida traz um artigo que explica melhor os benefícios da proteína:

O glúten é fundamental na dieta?

“Segundo o cientista de alimentos Jaime Amaya Farfan, do departamento de Alimentos e Nutrição da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp, o glúten é totalmente dispensável na dieta. ‘Ele não oferece qualquer benefício especial a nossa alimentação ou saúde, então pode ser cortado sem qualquer problema’, diz. Só fique atento para que a eliminação dos alimentos com glúten, presente, em geral, nas fontes de carboidratos, não acabe deixando sua alimentação desequilibrada.”

Posso cortar o glúten da minha alimentação mesmo sem ter doença celíaca?

“De acordo com a nutricionista Samantha Caesar de Andrade, pesquisadora do Departamento de Nutrição da FSP/USP, ‘não há razão para eliminar o glúten da dieta se você não apresenta intolerância a esta proteína’. Para isso, seria preciso cortar pães, massas, bolos e bolachas da alimentação, opções mais do que tradicionais no dia a dia do brasileiro. Além disso, esses alimentos são algumas das principais fontes de carboidrato para o nosso organismo.”

 

“A professora de gastropediatria da Unifesp, Vera Lucia Sdepanian, coordenadora do primeiro laboratório brasileiro a identificar a presença do glúten nos alimentos, reforça: ‘cerca de 40% dos celíacos que deveriam abandonar completamente o glúten não conseguem, então, a chance de alguém que não tem necessidade de cortar a proteína da dieta obter sucesso é mínima’.”

O glúten engorda?

“Não há qualquer evidência de que o glúten tenha alguma relação com doenças como a obesidade, explica a nutróloga Tamara Mazaracki, membro da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). ‘Mas como ele está presente em alimentos fonte de carboidratos – que costumam ser altamente calóricos – sua eliminação geralmente reduz o consumo desse nutriente, o que pode levar à perda de peso’, complementa.”

É importante lembrar que alimentos sem glúten podem ser tão calóricos quanto os originais, então, a perda de peso está relacionada principalmente ao hábito de comer com moderação e não de restringir nutrientes.

Vimos em https://catracalivre.com.br/

Falando sobre isso

Leave a Reply