Dieta do metabolismo veloz: perca 9 quilos em 21 dias

Este regime promete a volta do metabolismo acelerado, como aos 20 anos: rápido e capaz de queimar mais calorias. A dietista Caroline Apovian explica como, em seu último livro

Especialista explica que a dieta precisa acompanhar a idade e alterações hormonais da mulher.

No livro The Age-Defying Diet, a doutora Carolina Apovian promete devolver às mulheres o metabolismo veloz dos 20 e poucos anos. O resultado? Perder cerca de 9 quilos em apenas 21 dias.
A especialista explica que, encarar os 30 ou 40 anos com a dieta que se seguia aos 20, é um erro colossal. Sobretudo porque isso não permite lidar da maneira correta com as mudanças hormonais, que levam a uma alteração de metabolismo e ao aumento de peso –  típico do envelhecimento de uma mulher. No total, são 23 pontos a seguir, para inverter os ponteiros do tempo (e da balança), veja como funciona:

6 passos para acelerar o metabolismo

Envelhecimento e alterações hormonais levam a uma degradação metabólica, escreve a doutora. Para combater este processo, é necessário:
1) Comer mais proteínas, frutas e verdura. Cortar completamente proteínas e carboidratos é errado e pode atrasar de vez o seu metabolismo;
2) Ingerir aminoácidos: são as proteínas úteis para regenerar e reparar outras células e podem ser encontradas especialmente nas carnes, peixes e ovos;
3) Manter o equilíbrio hormonal por meio da alimentação: para saber quais ingredientes priorizar e quais evitar, a doutora fez uma lista (veja abaixo);
4) Consumir o que é certo: quanto mais se envelhece, mais se corta calorias! O correto é optar por pratos únicos e superalimentos saudáveis;
5) Fazer exercícios: atividades cardiovasculares e que exijam bastante esforço. Lembre-se que mais músculos significam mais gordura perdida;
6) Sono de qualidade: serve para reparar os músculos e favorece o processo de regeneração. Quanto mais cansaço acumulado, maior a chance de se render a lanches pouco saudáveis. Por fim, o hormônio da fome (a grelina) aumenta com a falta de sono. Logo, dormir menos equivale a mais grelina, mais fome e mais comida.

8 truques para um sono pró-metabolismo

1) Evite bebidas alcoólicas 6 horas antes de deitar porque o consumo destas substâncias afeta o sono profundo;
2) Coloque-se no clima certo com uma música relaxante ou um aplicativo de ruído branco para ajudar. Se possível, $ use lâmpadas de baixa intensidade no quarto;
3) Use a cama apenas para dormir (e fazer sexo). Sem TV, sonecas, livros debaixo da coberta, café da manhã ou lanchinhos sobre a colcha. Essa atitude poderá ajudar a mente a associar o sono ao quarto;
4) Desligue seus dispositivos 2 horas antes de dormir. A luz brilhante confunde a mente e torna mais difícil adormecer;
5) Faça um lanche à base de triptofano. Este aminoácido regula o ciclo sono-vigília, reduzindo o risco de acordar no meio da noite. Um iogurte desnatado é uma excelente pedida!
6) Crie o ambiente correto, fazendo com que o quarto seja irresistível, com belos cobertores e algumas lâmpadas ou quadros que você goste.
7) Antes de deitar, lembre-se que comida com proteínas induzem a liberação de colecistocinina, grelina e peptídeos YY, que têm efeito sobre o sono. Alimentos ricos em L-triptofano aumentam os níveis de melatonina, hormônio que regula o sono. Frango, carne vermelha, peixe, ovo, requeijão e iogurte magro são alguns deles;
8) Consuma farinha integral, que permite absorver melhor o L-triptofano e aumenta os níveis de serotonina. Suco de cereja sem açúcar, camomila e passiflora, calmantes, são ótimas opções e evitam cair na tentação do lanche noturno.

Alimentos para equilibrar os hormônios das mulheres

1) Frango, peixes oleosos, proteína de soja: estas proteínas ajudam as mulheres na pré-menopausa perder peso. Para todas, os alimentos à base de soja reduzem o risco de câncer de mama;
2) Verduras ricas em ferro, como brócolis, couve, couve-de-bruxelas, couve-flor combatem o excesso de estrogênio;
3) Farinha integral, quinoa, aveia, centeio, arroz integral são capazes de combater ansiedade e depressão;
4) Aspargos, melão e agrião ajudam a reduzir a sensação de inchaço.

Alimentos a evitar

1) Açúcar de todos os tipos: de cana, branco, em xarope não são amigos do equilíbrio hormonal da mulher;
2) Bebidas à base de cafeína. Sem exagerar pode, mas as mulheres em menopausa devem se lembrar de que agravam a vermelhidão da pele e os surtos de calor;
3) Bebidas alcoólicas devem ser limitadas, mas se não puder faltar, uma taça de vinho ou cerveja pode substituir a sobremesa;
4) Comidas hipercalóricas como bacon, batata frita, sorvete e queijo pioram o equilíbrio hormonal.
5) Alimentos condimentados não são saudáveis; prefira ervas e temperos menos picantes.
Vimos em http://arevistadamulher.com.br

Falando sobre isso

One comment

  1. O meu sonho é emagrecer

Leave a Reply