Documentário mostra corpo real de mulheres depois da gravidez

Projeto está em fase de campanha de financiamento coletivo

Depois de ter um filho, o corpo das mulheres muda e muitas delas acabam se sentindo inseguras em relação a isso. Foi o caso da norte-americana Angie Roder Sonrode que, depois de ter quatro filhos, percebeu que seu corpo estava cada vez mais distante dos padrões de beleza impostos pela sociedade. Porém, ela não se deixou abalar e foi além: decidiu criar um documentário para mostrar como diferentes culturas lidam com a imagem da mulher no pós-parto.

Uma das sociedades que estará presente no filme, chamado de Mid Drift é a estadunidense. “O estilo de vida das estrelas americanas não é representativo da maioria da população e, mesmo assim, uma grande parcela de pessoas se compara aos padrões das celebridades”, afirmou Angie ao site Babyology. “Para qualquer lugar que você olha, vê fotos de famosas, como se aquilo fosse a norma”.

Angie e o marido, Mike (Foto: Reprodução)

Para juntar recursos e transformar o filme em realidade, mostrando como o corpo de uma mulher fica de verdade depois do parto, ela começou uma campanha de financiamento coletivo. “Meu marido e eu criamos esse projeto, pois acreditamos que ele pode contribuir para continuar com a mudança do que é considerado ‘normal’ e ‘bonito’”, afirma Angie. “Nós apoiamos corpos e mentes saudáveis, mas esperamos que o público perceba que saúde e beleza podem estar em um espectro maior”.

A diretora declarou também que o documentário trará uma mensagem de positividade. “Queremos celebrar as mães de todas as formas e tamanhos, mesmo que elas estejam menores ou maiores do que antes ou que amem ou odeiem suas novas formas”, disse ao site. “Nosso foco é a aceitação e fazer com que as mães se sintam livres para terem a aparência que for sem julgamentos”, comentou.

No vídeo feito para divulgação do projeto, diversas mães aparecem falando sobre a luta que enfrentam para aceitar seus corpos depois da gestação e a mudança pelas quais passaram.

Assista:

Vimos em http://revistacrescer.globo.com

Falando sobre isso

Leave a Reply