Durante 10 anos, estes pais lamentaram a perda de sua filha. Então, quando ela apareceu na frente deles, eles mal conseguiram acreditar.

Já faz mais de uma década desde o infame tsunami que destruiu grande parte da Indonésia e da Tailândia em dezembro de 2004, matando mais de 230 mil pessoas e ferindo inúmeras outras. As fotos chocaram o mundo todo, trazendo medicamentos e voluntários para ajudar.

Entre as vítimas estava uma menininha chamada Raudhatul Jannah. Ela e seu irmão, Arif Pratama Rangkuti, foram separados de sua família e levados pelas águas violentas. Os pais ficaram devastados. Eles tinham perdido seus dois filhos.

Por mais de um mês, eles procuraram incansavelmente pelas duas crianças, pregando avisos e vasculhando os destroços, mas tudo em vão. Parecia que os dois tinham sido levados pela enchente.

Ou isso era o que eles pensavam.

Então, na metade de 2014, uma década inteira depois, um parente viu uma garota na rua que se parecia exatamente com Raudhatul. Ele mal conseguia acreditar e foi perguntar. De fato, a menina tinha sido levada pelas águas até uma ilha próxima após o tsunami e encontrada por um pescador, cuja mãe acabou criando a menina. A menina, agora com 14 anos, ainda conseguia se lembrar vagamente de ser separada de sua família e acabar mais tarde em uma praia estranha. Finalmente, os pedaços da sua história estavam prestes a se juntar.

Quando seus pais vieram buscá-la, eles tinham certeza. Aquela era definitivamente a filha deles. Eles não conseguiam parar de chorar quando finalmente a seguraram de novo, sã e salva.

Que bênção após uma tragédia dessas. Agora, Raudhatul vive com sua família novamente, que espera que sua sobrevivência seja um sinal de que seu irmão talvez esteja vivo em algum lugar.

Vimos em naoacredito.com.br

Falando sobre isso

Leave a Reply