Eclipse raro deste domingo terá lua de sangue e vai mexer com você; saiba como

O céu trará um espetáculo à parte neste domingo (27), que só se repetirá em 2033: um eclipse lunar junto com uma superlua. Na prática, o que veremos a partir das 22h, segundo o astrólogo Guilherme Salviano, será uma Lua Cheia mais intensa, com uma coloração avermelhada e que depois, será eclipsada. “É como se víssemos um eclipse mais de perto”, especifica. A última vez que essa coincidência aconteceu foi há 33 anos, em 1982. Além dos efeitos astronômicos, Salviano diz que os eclipses normalmente têm também fortes influências astrológicas sobre o momento que estamos vivendo.

Eclipse lunar, lua de sangue e superlua: o que são?

Um eclipse ocorre quando uma sombra de um corpo celeste se posiciona na sombra de outro. No caso do eclipse lunar total deste domingo, o Sol projeta sua luz sobre a Terra, e a Lua é totalmente coberta pela umbra terrestre.

Esse jogo de luz e sombra do eclipse, em conjunto com a maior incidência de raios solares vermelhos sobre o satélite e com o ar atmosférico, faz com que a Lua ganhe a coloração avermelhada característica da chamada “lua de sangue” ou “lua vermelha”.

A coloração vermelha da Lua ocorre por causa de um jogo de luz e de sombras durante o eclipse

A superlua, por sua vez, ocorre porque a órbita da Lua não é plenamente circular, e sim, elíptica. “Há momentos do ano em que ela se afasta ou se aproxima mais da Terra. É nessa maior aproximação que acontece a chamada Superlua, uma lua cheia mais brilhante e de tamanho maior. Podemos vê-la de 15 a 30% maior do que o normal”, explica Salviano.

Como ele vai te afetar
Salviano explica que o fenômeno age a partir de efeitos análogos ao que se vê no céu quando um eclipse está acontecendo. “Em um eclipse, vemos uma sombra ou forma oculta que, com o tempo, se revela. Pode acontecer de questões pessoais que eram desconhecidas serem reveladas e descobertas”, exemplifica o astrólogo. Segundo ele, o eclipse pode marcar o ponto de partida para uma nova etapa pessoal, ou para possíveis turbulências. “Dependendo do mapa astral, este acontecimento também é passível de indicar o êxito ou o fim de um ciclo em algum setor”. Há algumas análises astrológicas que associam a uma maior incidência de tremores de terra em períodos de eclipses solares.

Ele diz que os efeitos dos eclipses podem ser sentidos na semana ou na quinzena anterior ao fenômeno. “Quando um eclipse acontece, em especial o solar, seu efeito aponta para situações em algum setor específico do mapa astral. Este efeito pode predominar durante 6 meses, tempo em que outro eclipse leva para ocorrer. Efeitos do eclipse refletem também no terceiro mês depois que ele acontece”, esclarece.

Áries, Libra, Capricórnio e Câncer serão os signos mais afetados pelo eclipse deste domingo (27)

O eclipse deste final de semana é lunar e acontece com a lua cheia (quando o Sol está no signo oposto à Lua). Por isso, o acontecimento do domingo influencia essas duas áreas do mapa astral.

O fenômeno vai acontecer com Sol em Libra e Lua em Áries, signos que devem sentir os efeitos do eclipse mais intensamente. Quem tem ascendente ou planetas nestes signos também está propenso a sofrer essa influência. Os outros signos cardinais (aqueles que iniciam as estações do ano), além de Áries e Libra, são Câncer e Capricórnio, devem ficar mais afetados do que os outros pelo eclipse. “Mesmo assim, todas as pessoas, de algum modo, são propensas a uma sensibilidade, ao menos que leve, em algum setor da vida em momentos de eclipse. Por acontecer em Libra, as questões de relacionamentos e parcerias estão propensas a mudanças ou a serem marcadas por uma nova etapa, seja para novos ideais ao mesmo para rompimentos”, diz Salviano.

Vimos em http://www.bolsademulher.com

Falando sobre isso

Leave a Reply