Enjoar na gravidez pode indicar como seu bebê está: entenda

Uma pesquisa publicada na revista especializada Human Reproduction, nos Estados Unidos, afirmou que os enjoos matinais na gravidez podem indicar uma gestação mais segura e bebês mais saudáveis. Foram analisadas cerca de 850 mil grávidas, durante 20 anos.

O resultado surpreendeu ao mostrar que aquelas que enjoaram mais, tiveram seus bebês mais protegidos, menor incidência de partos prematuros, menos riscos de abortos, bebês nascendo com mais peso e se desenvolvendo melhor, inclusive intelectualmente, alguns anos depois. De acordo com os cientistas, os enjoos funcionam como um mecanismo de proteção do embrião, impedindo que bactérias e parasitas cheguem até ele através da alimentação da mãe.

Por que grávida enjoa?

Segundo o ginecologista e obstetra Antonio Paulo Stocker, membro da Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Rio de Janeiro (Sgorj), não se sabe ao certo por que os enjoos acontecem e nem se possuem algum significado especial durante a gravidez. “No geral, enjoos na gravidez são causados pelas alterações hormonais, especialmente a gonadotrofina coriônica humana (HCG) produzida pela placenta. É normal enjoar até 16 ou 18 semanas de gestação, ou seja, cerca de quatro meses”, afirma.

No entanto, ele esclarece que o fato de uma mulher não enjoar na gravidez não significa que seu bebê não está protegido. Da mesma forma que enjoar demais não indica nenhum tipo de problema para o feto. “Cada mulher possui uma sensibilidade diferente. Além disso, os níveis hormonais variam para cada uma e também de acordo com o número de fetos”, finaliza.

vimos em:bolsademulher

Falando sobre isso

Leave a Reply