Entenda o que acontece com o corpo no treino aeróbico e gaste mais calorias

A prática de exercícios físicos invariavelmente leva à queima de calorias e emagrecimento. Entretanto, saber exatamente como esse processo se dá pode ajudar você a ter maior controle do seu gasto calórico e realizar o exercício da maneira ideal para potencializar a queima de gordura.

Saiba o que acontece com seu organismo quando você pratica atividades aeróbicas como corrida, caminhada, pedalada, dança, etc.

Primeiros 30 minutos

Segundo explica o educador físico Luciano Colla, proprietário da Fitness Evolutions Academia, no Guarujá (litoral de SP), o corpo requer um tempo de esforço mínimo até chegar ao sistema aeróbio cardio. No início do exercício, a frequência cardíaca aumenta devido a esse esforço.

“O corpo precisa trabalhar mais rapidamente para suprir o que é exigido na atividade, como maior oxigenação e oferta de nutrientes”, descreve o profissional. É por isso que o metabolismo acelera. Neste período inicial, o organismo utiliza os nutrientes já consumidos e processados a partir de nossa alimentação diária.

Depois de 30 minutos de exercício, corpo passa a utilizar reservas de gordura como fonte de energia

Depois de 30 minutos

“A partir de 30 minutos de atividade aeróbica, a frequência cardíaca se estabiliza, o que classifica a zona de treinamento aeróbio”, explica o educador físico. Deste momento em diante, o corpo passa a utilizar a gordura, que é reserva não utilizada, como fonte de energia.

“Essa gordura é novamente convertida em energia, iniciando o processo de queima”, aponta Luciano.

Pós-exercício

Após o fim do exercício, o corpo continua em ritmo acelerado, queimando calorias de forma elevada por mais 30 minutos. Depois disso, retorna à sua frequência cardíaca de repouso.

Alimentação

Antes do treino, é indicado ingerir um carboidrato de rápida absorção, como batata-doce

A refeição pré-treino é importantíssima para garantir o melhor resultado. Alimentar-se antes da atividade evita perda de massa magra e garante maior desempenho. Luciano recomenda a ingestão de um carboidrato de fácil absorção de 30 a 60 minutos antes do treino, que irá a energia inicial necessária para a realização da atividade. Batata-doce, frutas e tapioca são exemplos deste tipo de carboidrato.

O segredo para o emagrecimento, no entanto, está na quantidade consumida neste horário, sendo que cada pessoa tem uma necessidade específica. Por isso, é fundamental consultar um profissional em nutrição e descobrir a oferta ideal para o seu caso.

Malhar em jejum é uma prática desaconselhada por Luciano e inúmeros outros profissionais da saúde por ser perigosa. “Não acelera o metabolismo, pelo contrário, prejudica. O corpo necessita de energia para dar o impulso inicial. Nosso organismo é como um carro: sem combustível, não funciona”, alerta.

Musculação antes ou depois do aeróbio?

O ideal, segundo o especialista, é realizar o exercício aeróbico depois do anaeróbio (musculação ou outro treino de força). Isso faz com que, durante a musculação, os nutrientes ingeridos sejam conduzidos e utilizados pelos músculos, melhorando seu desempenho e eficiência. Depois, no momento do aeróbio, o corpo já estará utilizando as reservas de gordura como fonte de energia, o que seguirá ocorrendo durante toda a atividade, potencializando a queima.

“É recomendado que o praticante inicie qualquer atividade de forma devagar e vá aumentando a intensidade gradativamente. Exigir muito do coração pode ser perigoso: o órgão precisa ter um bom desenvolvimento junto ao corpo”, alerta o educador. “Minha dica para quem está começando é iniciar em pequenas doses até atingir o condicionamento físico adequado, protegendo-se, assim, contra lesões. Isso também garante que você tomará maior gosto pela atividade e queira cada vez mais superar seus limites”, completa o profissional.

vimos em:bolsademulherhttp://www.bolsademulher.com/corpo

Falando sobre isso

Leave a Reply