Essa mulher de 27 anos deitou seu filho morto em uma cama resfriada a 7ºC. Agora ela quer ajudar outros pais a fazer o mesmo.

Quando Becki Wilson deu à luz o seu filho Carter-James, ela sabia que eles não teriam muito tempo juntos. Os médicos já haviam dito a essa mãe de 27 anos de Edgeley, na Inglaterra, que o filho dela não sobreviveria muito tempo depois do nascimento. Becki tinha apenas 16 horas com Carter-James antes de seu pequeno coração parar de bater.

Mas Becki conseguiu passar mais dias com o filho graças a uma invenção chamada “Cuddle Cot” (Berço do Aconchego, em tradução livre). “Essa cama de bebê tem um sistema de resfriamento que a mantém a 7ºC e evita que o corpo se decomponha. Isso dá aos pais mais tempo para lidar com a perda e dizer um último adeus quando seu bebê morre.

“Eu pude vesti-lo, dar banho nele e pude observá-lo por horas, como qualquer outra mãe faria. Poder fazer isso fez uma diferença dramática. Eu senti que pude ser uma mãe para ele, e isso é algo que eu nunca irei esquecer”, explicou Becki.

Publicado por With Love Carter-James em Domingo, 8 de maio de 2016

Agora Becki quer ajudar a tornar essa experiência possível para outras famílias e está arrecadando doações para a compra de mais berços resfriados para os hospitais locais.

Graças ao Berço do Aconchego Becki tem podido lidar com a perda de seu pequeno Carter-James, e pelo menos tem algo para manter a memória dele viva. Esperamos que campanha dela para a compra de mais dessas camas especiais ajude outras famílias a lidarem com o mesmo tipo de tragédia.

Vimos em naoacredito.com

Falando sobre isso

Leave a Reply