Esses são os 12 países em que as mulheres são tratadas piores do que animais

O mundo parece claro e muito simples, principalmente pela quantidade de informações que temos sobre vários locais ao redor do mundo. Entretanto, algumas coisas são surpreendentes e até nos assustam de verdade, ao vermos que em muitas partes do globo valores antigos e cruéis ainda são perpetuados.

É isso mesmo que estamos falando: de países onde as mulheres não têm seus direitos, muitas vezes não possuindo nem os direitos básicos que qualquer ser vivente poderia ter. Além disso, elas não significam nada nesses lugares, sendo diariamente expostas à violência e tratadas como mercadoria. Veja quais são os 12 países que tratam as mulheres piores do que animais e, se possível, evite visitar esses locais:

1 – Afeganistão

A expectativa média de vida para afegãs é muito baixa, de aproximadamente 45 anos e milhões de viúvas precisam mendigar para sobreviver. Tudo isso porque a pobreza, os conflitos armados, o casamento precoce e a violência por parte de seus maridos e famílias são muito comuns no país e elas não têm direito de fazer nada sobre isso.

E por incrível que pareça o Afeganistão foi um país “laico” há não muito tempo, o que se contradiz muito com o fato de que este é o país com uma das maiores taxas de mortalidade de mulheres durante o parto no mundo inteiro.

2 – República Democrática do Congo

“Democrática” é uma palavra muito forte, pois aqui as mulheres aqui não podem nem assinar qualquer documento legal sem a permissão do marido, mas em contrapartida as mulheres têm deveres de sobra. Devido às constantes guerras  as mulheres congolesas facilmente são encontradas em linha de frente de batalha e claramente morrem. As outras são encontradas abandonadas, sem maridos e com filhos, com o vírus da AIDS pelos constantes estupros a que são submetidas e não recebem ajuda alguma do governo para sobreviverem.

3 – Nepal

Neste país existem casamentos precoces, já que é permitido que os pais vendam suas filhas quando elas atingem a idade adulta.  Sem escolha elas devem aceitar para se protegerem e também protegerem suas casas. Na maioria dos casos de casamentos precoces a mulher morre durante o parto.

4 – Mali

Neste país a crueldade acontece livremente. Mali é famoso por seus ritos sangrentos em que as meninas são submetidas à mutilação genital através de procedimentos dolorosos, como uma tortura. Elas se casam extremamente cedo e, como consequência disso, morrem durante o parto.

5 – Paquistão

A vida das mulheres é algo muito difícil neste país, já que quase todos os costumes paquistaneses são verdadeiramente perigosos para elas. La, as meninas paquistanesas podem facilmente sofrerem punições por qualquer acusação, inclusive pelo noivo, pelo pai ou pelo próprio irmão. As mulheres acusadas de adultério são apedrejadas até a morte e provar sua inocência é basicamente impossível.

6 – Índia

Neste país os meninos são supervalorizados enquanto as meninas são discriminadas desde que nascem, sendo que muitas delas não sobrevivem até a adolescência.

Milhares de garotas indianas são sequestradas para prostituição sendo uma grande parte delas crianças e adolescentes.

7 – Somália

Na Somália o estupro é muito frequente e as mulheres sofrem em hospitais com condições extremamente miseráveis para terem seus filhos. Auxiliá-las em trabalho de parto é proibido e além dos problemas de fome e seca, as mulheres são violentadas por seus próprios maridos e não existem leis que as protejam.

8 – Iraque

Este é mais um país em que as meninas são sequestradas, violentadas e estupradas. O país foi mergulhado em um sectarismo infinito e não há lei que proteja as mulheres. No ano de 2014, 150 mulheres que se recusaram a prestar serviços sexuais aos soldados foram mortas brutalmente.

9 – Chad

Neste país as meninas casam com 11-12 anos e são totalmente dependentes de seus maridos. É muito comum sofrerem espancamentos e abusos constantes e nada podem fazer quanto a isso.

10 – Iêmen

As mulheres do Iêmen não podem receber educação por terem de cuidar de tudo para seus maridos. Mesmo o governo tentando fazer algo sobre isso, a cultura enraizada é tão difícil de ser contornada que os projetos educacionais têm sido um fracasso.

11 – Arábia Saudita

Existem inúmeras restrições para as mulheres na Arábia Saudita, das quais se incluem a falta de permissão para dirigir e saírem de suas casas sozinhas. Se uma mulher sair sozinha, mesmo com seu corpo totalmente coberto – o que é obrigatório até mesmo no verão – ela pode ser sequestrada ou estuprada.

12 – Guatemala

Na Guatemala as mulheres são muito temerosas com o rumo que suas vidas podem tomar, pois os crimes contra as mulheres são muito frequentes. Algumas mulheres são diariamente espancadas até a morte, além de serem mutiladas e estupradas sem que nenhuma lei as proteja.

Simplesmente assustador!

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply