Esta idosa nem imagina o que está crescendo no seu ombro. Quando seu gato começa a se comportar estranhamente, ela entende tudo.

Tom é um gatinho preto-e-branco, um autêntico e muito fofo vira-lata. Quando ele era filhote, o bichano foi parar um dia na frente da porta de Sue McKenzie, durante um temporal. Seu marido não queria o gatinho dentro da casa, mas a mulher não deu ouvidos e logo alimentou o animal com um pedaço de carne. Desde que entrou neste novo lar, Tom nunca mais saiu. E 20 anos depois, Sue seria eternamente grata a esse seu amigo peludo!

Sue gosta da atitude independente de Tom. Ela sabe que ele não gosta de muito contato com humanos e respeita a sua natureza selvagem. Porém, um dia o gato mudou radicalmente o seu comportamento.

Tom passa de repente a seguir a dona para todo lugar. Quando Sue se senta, o gato pula no seu colo e fica dando tapinhas no seu ombro esquerdo e no seu pescoço, ao mesmo tempo em que não para de miar.

Aos 64 anos, Sue nunca viu um gato se comportar desta maneira e ela não entende o que ele pode estar querendo. Após duas semanas, a mulher resolve levá-lo ao veterinário, mas o resultado apenas indica que o bichano está perfeitamente saudável. Muito confusa, ela volta para casa e segue observando Tom repetir os mesmos gestos.

De repente, ela tem uma luz. Talvez Tom esteja querendo lhe dizer algo? Sue resolve então prestar mais atenção na área que o gato sempre indica com a pata e… bingo! Ela encontra um caroço no seu ombro. Quando procura um médico, ele a diagnostica com Linfoma de Hodgkin, um tipo de câncer que se origina nos gânglios do sistema linfático. Então era isso, um tumor estava se escondendo no seu ombro!

O tratamento é pesado. Sue tem que ser operada e passar por várias sessões de quimioterapia. Porém, um ano depois, ela recebe uma boa notícia: essa avó de 2 netos está livre do câncer! “Eu realmente devo minha vida ao Tom,” ela diz. “Porém, ele não tem muita paciência para agradecimentos. Agora ele voltou a seu antigo comportamento, se mantendo distante e me deixando sozinha.”

O tratamento é pesado. Sue tem que ser operada e passar por várias sessões de quimioterapia. Porém, um ano depois, ela recebe uma boa notícia: essa avó de 2 netos está livre do câncer! “Eu realmente devo minha vida ao Tom,” ela diz. “Porém, ele não tem muita paciência para agradecimentos. Agora ele voltou a seu antigo comportamento, se mantendo distante e me deixando sozinha.”

Este gatinho deve ter um sexto sentido muito aguçado. Como ele percebeu essa alteração no corpo de sua dona? Realmente impressionante. A atitude de Tom prova mais uma vez que nossos bichanos de estimação podem, sim, ser nossos melhores amigos.

Se você concorda, compartilhe esta história incrível com todos que você conhece. Às vezes, os animais são bem mais sábios do que nós e percebem mudanças sutis muito mais cedo!

Vimos em naoacredito

 

Falando sobre isso

Leave a Reply