Este é o estranho, desconhecido e sombrio destino dos corpos em que os corações continuam a bater

É impressionante, mas realmente existem cadáveres nos quais o coração ainda está batendo, seus corpos não se decompõem, urinam, podem sofrer de febre e feridas, e podem até corar e suar. O mais estranho de tudo? Eles poderiam vir a ter filhos. No entanto, de acordo com as definições legais e médicas, eles estão completamente mortos.

São os corpos de coração latente: com morte cerebral, órgãos em bom estado e pulsação.

cadaver1

O problema é que estes corpos podem manter-se vivos, mesmo por décadas, mas suas despesas médicas são muito elevadas (até US$ 217.784 por semana).

Como a existência desses “mortos vivos” é possível? Graças à eletricidade.

Em 1929, um engenheiro de Nova York investigou o por quê as pessoas morrem depois de electrocussão, então também lhe ocorreu de se indagar se um choque de tensão poderia trazê-los a vida. William Kouwenhoven finalmente inventou o desfibrilador. Com a sua criação, se poderia estar vivo ainda que sem certas funções corporais.

cadaver2

Com a invenção do EEG, para identificar a atividade cerebral, o golpe final veio: para qualificar um corpo “morto”, ou um “cadáver com coração latente”, todo corpo cerebral deve estar morto (não basta que apenas parte dele tenha parado de trabalhar, como acontece com as pessoas em coma).

Assim, também se inclui o “tronco”, a parte inferior do cérebro que controla as funções corporais essenciais.

cadaver3

Mas como é possível que alguém morra por partes?

Em termos biológicos, não há um momento único de morte, mas uma série de “mini-mortes”, onde os diferentes tecidos vão se desvanecendo lentamente. Na verdade, na transição da vida para a morte, as células mãe da pele e do cérebro continuam vivas durante dias depois que a pessoa é considerada morta.

cadaver4

Mas se o coração ainda está batendo, como se pode dizer que alguém está morto?

Há técnicas para isso. Primeiro, o paciente não deve responder a estímulos verbais, como por exemplo, quando se grita por seu nome. Também, uma prova de fogo clássica: se a pessoa é incapaz de respirar por conta própria, significa que algo está completamente errado.

cadaver-1

Atualmente, os cadáveres de coração latente cumprem com uma função bem conhecida, mas polêmica, que é “o gestionamento de doação de cadáveres.”

As pessoas com morte cerebral, mas que ainda têm os corpos em boas condições, são perfeitas para serem doadores e salvar a outros através de um transplante. No entanto, um médico não pode doar os órgãos de um paciente sem autorização prévia, e é aí que a discussão começa.

Mas esta controvérsia é outro assunto.

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*