Estudo descobre que alzheimer pode ser transmitido de uma pessoa para outra; entenda

O Alzheimer é uma doença degenerativa, relacionada ao envelhecimento e ainda sem cura. Apesar de verdadeiras, essas afirmações são diariamente desafiadas pelas descobertas da ciência. A última delas diz que a doença pode ser transmitida de uma pessoa para outra através de procedimentos médicos. Entenda a seguir.

De acordo com estudo conduzido por pesquisadores britânicos e publicado na revista Nature, fragmentos da proteína encontrada nos cérebros de pessoas com Alzheimer (o peptídeo beta-amiloide) podem se espalhar através de instrumentos cirúrgicos, mesmo depois de esterilizados, e outros procedimentos médicos.

,

A mudança no cérebro teria sido passada de uma pessoa para outra.

Eles chegaram a essa conclusão depois de avaliar 8 cadáveres e encontrar mudanças estruturais condizentes com Alzheimer nos cérebros de 6 deles. Em vida, essas pessoas haviam sido tratadas com hormônio do crescimento e, consequentemente, contraído a doença de Creutzfeldt-Jakob (MCJ), uma alteração do encéfalo causada por partículas de proteína.

Os responsáveis pelo estudo hipotetizam que as proteínas características do Alzheimer tenham migrado juntamento com as proteínas causadoras da MCJ.

Os pacientes tinham entre 36 e 51 anos e nenhum deles carregava as variantes genéticas responsáveis pela doença degenerativa. Segundo os pesquisadores, nenhum deles morreu em decorrência ou sequer chegou a ter sintomas do Alzheimer.

Ainda de acordo com os cientistas, são necessárias mais pesquisas para que se chegue a uma conclusão definitiva sobre a possibilidade de transmissão do Alzheimer através de procedimentos médicos. Por hora, a recomendação é para que as pessoas não cancelem ou adiem cirurgia por medo de contraírem a doença.

vimos em:bolsadesaude

Falando sobre isso

Leave a Reply