Ex-empresário critica familiares de Michael Schumacher: “hora de dizer a verdade”

O empresário Will Weber criticou a posição dos familiares de seu ex-cliente, o antigo piloto heptacampeão da Fórmula 1 Michael Schumacher em manter em segredo seu estado de saúde, três anos depois do acidente de esqui.

Entenda um pouco o que aconteceu:

 No dia 29 de dezembro de 2013, Schumacher envolveu-se num grave acidente enquanto esquiava na estação de Meribel nos Alpes Franceses. Ele bateu a cabeça numa pedra e entrou em coma. Schumacher estava esquiando por uma área não delimitada entre duas pistas marcadas naquele momento.

O piloto foi atendido e levado imediatamente de helicóptero para o hospital local e logo depois para o Centre Hospitalier Universitaire, um hospital especializado no tratamento de lesões cerebrais. Lá foi verificado que o alemão, apesar de estar de capacete no momento do acidente, teve um traumatismo craniano grave, o que exigiu uma intervenção cirúrgica imediata.

Em 16 de junho de 2014, Sabine Kehm, assessora de imprensa de Michael Schumacher, informou, que o piloto tinha saído do coma e sido transferido para o Hospital Universitário de Vaud, em Lausanne, na Suiça, para continuar o processo de reabilitação.

Screenshot_10

Daí por diante, raríssimas informações foram dadas.

Neste ano, em entrevista a uma revista alemã, Will Weber, amigo e ex-agente do piloto pediu que informações mais claras fossem divulgadas. “A família de Schumacher não conta toda a verdade e não escuta meus conselhos. Acho que chegou a hora de dizer a verdade aos fãs”, afirma.

Weber fala da angústia em não saber como o amigo se encontra. “Às vezes, quando estou em casa e ouço o telefone tocar, penso que será o Michael me perguntando se está tudo bem”, diz.

 

Este é um site de noticias, curiosidades e tratamentos, ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply