Foto de cicatriz de cesárea impactante viraliza: o que aconteceu nesse caso?

Nos últimos dias têm circulado na web uma foto bastante impactante de uma cicatriz de cesárea. Diferente do que estamos acostumadas a ver, a marca da cirurgia é grande e na vertical e os pontos são dados por fora. A publicação foi feita pela página do Facebook do blog Birth Without Fear, que discute questões sobre a maternidade e o nascimento.

No texto, o relato da mãe Jodie Shaw tinha a intenção de mostrar que, em alguns casos, a cesárea é necessária, salvas vidas e, nem sempre, é o caminho ou uma escolha mais fácil de ser tomada.

A postagem teve uma enorme repercussão e, além de muitos compartilhamentos, ela recebeu muitos comentários.

Para cessar a curiosidade das pessoas que estranharam a forma como o corte foi feito – na vertical e com pontos externos – Jodie fez uma publicação no mesmo blog.

Cicatriz de cesárea na vertical

Jodie é mãe de dois filhos. No nascimento do primeiro, que também veio ao mundo por via cirúrgica, a cicatriz da cesariana ficou como é a da imensa maioria das mulheres – fininha, colada e na linha do biquíni.

Foi na gestação do segundo filho, no entanto, que os profissionais que acompanhavam o caso notaram que, além de ter placenta prévia, condição em que a placenta cobre a entrada do colo do útero e exige necessariamente uma cesárea, a mãe ainda estava com um grande mioma. Exatamente por isso, durante a cirurgia, os médicos não conseguiram reabrir a cicatriz antiga para retirar o bebê.

Assim, explica a mãe, eles optaram por uma “cesariana clássica”, ou como era feita muito antigamente, cujo corte é feito na vertical – e não na horizontal bem embaixo da barriga. “Não é um método comum considerando os riscos envolvidos, como a perda de sangue a recuperação lenta, mas era a única opção. Foi a melhor decisão para mim e para o bebê”, explicou ela.

Jodie também aproveitou para tranquilizar outras mulheres preocupadas com as chances (mínimas) de terem que passar pelo mesmo procedimento dizendo que aquela foto foi tirada apenas um dia depois da cirurgia e que, é claro, agora ela tem uma cicatriz normal, mas na vertical.

A mãe ainda explicou que o mioma, embora tenha contribuído para que sua cesárea tivesse que acontecer de maneira diferente, não foi retirado. Isto porque para isso ela teria que fazer uma histerectomia total (retirada do corpo e do colo do útero) e, enquanto não sentir dores ou desconfortos, não fará isso. Retirar o útero implica em uma série de alterações hormonais.

Como é a cicatriz de uma cesárea

O caso de Jodie, como ela mesmo explicou, é bem específico e raro. No geral, a imensa maioria das mulheres, quando são submetidas a uma cesárea, ficam com a marca de um corte entre 10 e 20 centímetros acima dos pelos púbicos, bem na linha onde fica o biquíni.

Embora a marca fique no corpo para sempre, a tendência é que com o tempo ele se torne quase imperceptível. Nos primeiros seis meses, é natural que a região fique avermelhada e inchada. Depois disso, no entanto, ela vai esbranquiçando e afinando.

Vimos em vix

Salvar

Salvar

Falando sobre isso

Leave a Reply