Hemorragia, comprimidos abortivos, álcool: 10 dias após o aborto o milagre da vida acontece

Para os casais apaixonados, ter um filho é uma grande dádiva.

Quase todas as pessoas anseiam ter um bebê, mas nem sempre a gestação corre como o esperado.

Muitas vezes, podem existir complicações no parto ou até abortos espontâneos, como é o caso que vamos falar agora.

Michelle é muito feliz ao lado do seu marido Ross Hui. Eles vivem em Newbridge, na Irlanda, e são pais orgulhosos de dois filhos. Ambos queriam aumentar a família, então a mulher voltou a engravidar.

Só que, na sexta semana de gravidez, Michelle começou a sentir uma dor aguda antes de ir trabalhar. De repente, ela reparou que suas calças estavam cobertas de sangue e foi correndo para o hospital com o esposo. A mulher foi examinada, e recebeu as piores notícias…

Ela tinha perdido o bebê… o casal ficou desolado! Os médicos deram dois comprimidos abortivos a Michelle, para limpar o seu útero e prevenir possíveis infeções.

Depois de passar a noite internada, a mulher foi autorizada a ir para casa. A primeira coisa que fez quando chegou foi beber uma garrafa de vinho, para esquecer as mágoas.

A surpresa maior chegou apenas alguns dias depois, quando Michelle fez outro teste de gravidez para verificar se ainda existiam sinais residuais da gestação… e deu positivo! Ela voltou ao hospital, para se submeter a uma curetagem uterina.

Quando os profissionais de saúde analisaram seu útero, antes da operação de remoção do feto morto, algo incrível aconteceu. Os médicos ouviram batimentos cardíacos. Na verdade, Michelle ainda estava grávida. Inicialmente, ela estava esperando gêmeos, mas um deles não conseguiu sobreviver.
Ninguém conseguia explicar como o bebê tinha resistido! “O médico saiu e voltou com um colega mais experiente, que repetiu o exame e disse-me que encontrava um batimento cardíaco. Foi a melhor sensação que eu já tive na vida”, conta Michelle.
Hoje Megan é uma criança feliz e saudável. Sem dúvida um milagre…
A menina conseguiu sobreviver a um aborto espontâneo e ao álcool que a mãe consumiu!
Esta história foi trazida com orgulho pela nossa equipe.
Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply