HPV afeta mais mulheres que homens

O HPV, ou vírus do Papiloma Humano, é um vírus sexualmente transmissível que afeta grande parte da população, em especial, a comunidade feminina.

Apesar de ser um vírus ainda pouco falado na mídia, o HPV é muitas vezes comparado à AIDS e até é considerado mais letal, uma vez que 99% das mulheres com cancro do colo do útero têm a presença do vírus em seu organismo. Sendo assim, o HPV tem graves consequências para a mulher, a principal afetada.

HPV: um vírus silencioso

Atualmente e segundo recentes investigações, o HPV é especialmente nocivo por que não revela sintomas. Mesmo sendo contraído, ele pode ficar inativo durante muitos anos, passando despercebido, e quando é ativado, as mulheres não dão conta da sua propagação interna. A ativação do vírus vai depender do sistema imunológico de cada mulher. Se estiver mais frágil e passando por uma fase de estresse, o vírus pode ser ativado. Os exames de rotina são muito importantes para a detecção atempada de qualquer lesão.

O HPV é sexualmente transmissível e altamente contagioso, que pode ser passado mesmo com a utilização de camisinha. Isso acontece por que o contato genital entre a pele é também um modo reconhecido de transmissão. Ou seja, mesmo usando proteção, a doença pode ser passada tornando-se bastante difícil de controlar. A maior parte das mulheres sexualmente ativas, contrai o vírus em algum momento das suas vidas.

Como já referimos, as mulheres são mais susceptíveis de contrair o vírus que os homens. Os homens são portadores do vírus e as taxas de transmissão de homem para mulher são 5% superiores que as taxas de transmissão de mulher a homem.

O HPV é uma doença silenciosa. Em alguns casos, passam anos até que surjam sintomas, e existem pessoas em que nunca aparece nenhum sintoma do vírus. As mulheres devem consultar o seu médico especialista e realizar exames de rotina para prevenir o desenvolvimento do vírus.

Assista a esse vídeo e esclareça suas dúvidas.

Vimos em dicasonline

Falando sobre isso

Leave a Reply