Incenso pode fazer mais mal à sua saúde que cigarro, afirma estudo

Um estudo realizado pela Universidade de Tecnologia do Sul da China, um dos países que culturalmente mais queima incenso nos templos e nas residências, revelou que a fumaça do incenso pode ser tão ou ainda mais prejudicial que a do cigarro. Segundo os pesquisadores, pelo tamanho das amostras, ainda é precoce afirmar que o incenso seja mais vilão que o cigarro, até porque sua fumaça não é tragada como se faz com o fumo. No entanto, o resultado da pesquisa faz um alerta.

Os testes, que foram liderados pelo pesquisador chinês Rong Zhou, utilizaram amostras de bactérias salmonelas e células de ovários de hamsters, que foram submetidas a um ambiente com fumaças provenientes de incensos.

O resultado final apontou mutações no material genético das células e também que as toxinas liberadas pela fumaça estariam relacionadas ao desenvolvimento de câncer.

Em um comunicado sobre a pesquisa, Dr. Zhou explicou que ainda é premeditado afirmar que o incenso seja mais prejudicial que o cigarro, já que as quantidades de amostras utilizadas foram pequenas em relação à variedade de incensos disponíveis no mercado, além do fato de que a fumaça não é tragada como se faz com o fumo.

No entanto, diante dos resultados obtidos, o pesquisador alerta para a importância de novos estudos nesse campo para uma maior conscientização tanto na comunidade científica como na sociedade. No Brasil, a venda de aromatizadores, incensos, essências líquidas e velas perfumadas ainda não detém regulamentação específica.

Falando sobre isso

Leave a Reply