Infecção urinária de repetição pode ser sinal de endometriose

Segundo a Associação Brasileira de Endometriose, de 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva podem desenvolver endometriose. Entre os sintomas que indicam a doença, um é menos conhecido, mas também merece a devida atenção: entenda a relação entre endometriose e infecção urinária.

Endometriose causa infecção urinária

A endometriose ocorre quando o tecido que reveste o útero internamente, o endométrio, passa para fora do órgão e se implanta na superfície que reveste os outros órgãos da cavidade abdominal.

O laço amarelo é o simbolo de combate à endometriose.

O ginecologista Nicolau D´Amico, do Hospital Samaritano, de São Paulo, explica que, em alguns casos, o endométrio pode chegar à bexiga, promovendo uma inflamação que faz com que esse órgão tenha dificuldade para se esvaziar e mantenha mais urina do que o normal em seu interior.  Esse quadro predispõe a infecção urinária, mas é possível também que não exista infecção urinária de fato, apenas sintomas similares aos dela.

A infecção urinária de repetição estará associada à endometriose quando ela for cíclica e ocorrer sempre no período menstrual, momento em que o tecido uterino tem seu maior crescimento.

Diagnóstico da endometriose

O ginecologista Nicolau explica que a endometriose é uma doença que se esconde e, por isso, é de difícil diagnóstico. “Muitas vezes não é possível detectá-la olhando por dentro da bexiga, pois a endometriose se instala de fora para dentro”.

Informações como a presença de outros sintomas e seu aparecimento na época da menstruação são valiosas. Elas ajudarão o médico a diagnosticar a doença e recomendar o melhor tratamento. Quanto mais cedo notadas, mais precocemente a endometriose poderá ser tratada.

Tratamento

O especialista explica que inicialmente deve ser feito um exame de urina para detectar se há germes nas vias urinárias e para que a infecção seja tratada. Caso o problema seja decorrente da endometriose, o médico indicará o melhor tratamento, que costuma ser feito através da cirurgia de laparoscopia.

Também é possível tratar a expansão do tecido uterino com medicamentos, mas quando o órgão afetado é a bexiga, a resposta aos remédios costuma não ser satisfatória.

Sintomas de endometriose

Os principais sintomas da endometriose são dor e infertilidade. Aproximadamente 20% das mulheres têm apenas dor, 60% têm dor e infertilidade, e 20% apenas infertilidade.

Existem mulheres que sofrem dores incapacitantes e outras que não sentem nenhum tipo de desconforto. Entre os sintomas mais comuns estão:

• Cólicas menstruais intensas e dor durante a menstruação;
• Dor pré-menstrual;
• Dor durante as relações sexuais;
• Dor difusa ou crônica na região pélvica;
• Fadiga crônica e exaustão;
• Sangramento menstrual intenso ou irregular;
• Alterações intestinais ou urinárias durante a menstruação;
• Dificuldade para engravidar e infertilidade.

A dor da endometriose pode se manifestar como uma cólica menstrual intensa, ou dor pélvica/abdominal à relação sexual, ou dor “no intestino” na época das menstruações, ou, ainda, uma mistura desses sintomas.

Fontes:

Dr. Sergio dos Passos Ramos CRM17.178 – SP

Lima, Geraldo Rodrigues de; Girão, Manoel J.B.C.; Baracat, Edmund Chada. Endometriose. In: Ginecologia de Consultório. 2003.1ª Edição. P.165-173. Editora de Projetos Médicos. São Paulo-SP.

Qualquer desconfiança e sintomas associados ,procure imediatamente um médico 

Falando sobre isso

Leave a Reply