Menino entrega currículo do pai no farol, história viraliza e homem consegue entrevistas

Estar desempregado e ter uma família para sustentar é uma situação desesperadora pela qual muitos brasileiros certamente já passaram. Recentemente, uma dessas histórias se tornou pública e tocou muitas pessoas. Uma estudante de Sorocaba, Laleska Bruschi, postou, em seu Facebook, o currículo recebido de um garoto no farol à procura de um emprego para seu pai.

Menino pede vagas para o pai em semáforo

Em seu post, a estudante contou que parou no semáforo e foi abordada um menino, que aparentava ter 14 anos. Enquanto procurava moedas para dar para o garoto, ele lhe disse a seguinte frase: “Me ajuda, meu pai precisa de um emprego”.

O menino estava, na verdade, distribuindo currículos de seu pai. Comovida com o gesto, Laleska postou o currículo recebido em sua página no Facebook: “Acho válido usar as redes sociais para algo realmente útil!”, escreveu.

Em entrevista ao site de notícias G1, a mãe do menino contou que a família decidiu imprimir 400 cópias do currículo e distribuí-las no semáforo no centro de Sorocaba depois de muitas tentativas de encontrar emprego de maneira mais tradicional.

 
Hoje quando parei no semáforo fui abordada por um menino, tinha no máximo 14 anos e eu já fui procurar se tinha algumas moedas no carro pra entregar quando ele me disse a seguinte frase: “me ajuda, meu pai precisa de um emprego” e me entregou esse currículo. Seria “muito mais fácil” pedir esmola mas não era isso que ele queria, por isso vou postar aqui o currículo que me foi entregue . Acho válido usar as redes sociais para algo realmente útil! Se alguém estiver contratando, ou souber de alguém que esteja:

Em entrevista ao site de notícias G1, a mãe do menino contou que a família decidiu imprimir 400 cópias do currículo e distribuí-las no semáforo no centro de Sorocaba depois de muitas tentativas de encontrar emprego de maneira mais tradicional.

“Toda semana, ele [marido] ia nas agências e empresas, mas nada de entrarem em contato. Então, foi um meio de pedir socorro, e nós não estávamos querendo pedir dinheiro a ninguém. Só procurávamos pessoas que conhecessem alguém que pudesse ajudar”, contou.

Misael está desempregado desde dezembro, quando a empresa em que trabalhava demitiu muitos funcionários. Mas o alcance da postagem da estudante, que foi curtida e compartilhada milhares de vezes, parece estar mudando o cenário.

Desde a semana passada, Misael já fez duas entrevistas e um teste para trabalhar como motorista em uma indústria. “Recebi várias ligações e estou indo em todas as propostas. É muito legal ver uma pessoa que nem me conhece e ter ajudado tanto.”

Para Regiane, a mobilização na internet é o motivo pelo qual novas oportunidades estão aparecendo. “A moça que postou a foto é um anjo em nossas vidas. Através dela, as portas de trabalho estão se abrindo”, comemora a diarista.

Vimos em vix

 

 

Falando sobre isso

Leave a Reply