Menino resgatado na Síria cuja imagem comoveu o mundo aparece em reportagem

menino Omar Daqneesh, que foi fotografado no ano passado sujo de sangue e de poeira após ser resgatado de um bombardeio em Aleppo, apareceu em reportagens de TV de canais da Síria, da Rússia e do Líbano. Nas novas imagens, Omar aparece saudável ao lado de seu pai.

Menino de Aleppo resgatado com o rosto sujo de sangue, revê a própria imagem em um celular

Menino de Aleppo resgatado com o rosto sujo de sangue, revê a própria imagem em um celular

A imagem de Omar dentro de uma ambulância com uma expressão de incompreensão depois de ser retirado dos escombros de um bombardeio de agosto de 2016 repercutiu em todo o mundo e virou um símbolo da guerra na Síria. Ela foi compartilhada por milhões de internautas nas redes sociais e estampou as manchetes do mundo inteiro.

O prédio em que sua família morava em Aleppo desmoronou uma hora após o resgate de Omar, seus pais e irmãos. Seu irmão mais velho morreu poucos dias depois.

De acordo com o jornal inglês “The Telegraph”, na reportagem veiculada pelo canal sírio A-Samaa, considerado favorável ao regime de Bashar Al-Assad, o pai de Omar teria falado que os grupos rebeldes e a mídia internacional quiseram usar a imagem de seu filho para atacar o regime.

O “Telegraph” diz que a família continuou se posicionando fiel ao regime apesar do cerco a Aleppo. Na época, a parte leste de Aleppo era controlada por rebeldes e era alvo de bombardeios diários do regime sírio e da Rússia. A cidade foi retomada totalmente em dezembro de 2016.

A publicação inglesa também afirma que é possível que a família tenha sido forçada a dar a entrevista. A condições em que ela foi feita são desconhecidas.

Após o bombardeio que destruiu sua casa, o pai de Omar quis escondê-lo da atenção da mídia.

Vimos em g1.com

Falando sobre isso

Leave a Reply