Mulher é mantida como escrava sexual durante 2 meses por homem que matou seu marido. É simplesmente assustador

Recentemente, um crime de assassinado e exploração sexual tem chamado a atenção de milhares de pessoas. Se trata do caso do assassino Todd Kohlhepp, um homem que confessou ter assassinado 7 pessoas e ter mantido uma mulher em cárcere privado.

Um vídeo que mostra o assassino confessando os crimes e a mulher sendo libertada pelos policiais acabou caindo na internet e já chocou pessoas pelo mundo todo. A vitima era Kala Brown, uma mulher de 30 anos de idade.

Ela foi presa dentro de um contêiner depois de o assassino ter matado seu namorado, identificado como Charlie Carver, e ficou presa durante 2 meses sendo usada como escrava sexual.

No vídeo é possível ouvir a mulher dizendo: “Todd Kohlhepp atirou em Charlie Carver três vezes no contêiner, envolveu-o em uma lona azul, colocou-o na pá do trator e me trancou aqui. Nunca mais o vi. Ele diz que Charlie está morto e enterrado. Ele diz que há vários mortos com os corpos enterrados aqui”.

Confira (em inglês):

Segundo informações divulgadas por alguns veículos de comunicação, depois de encontrar Kala, a polícia encontrou ao todo três corpos na propriedade de Kohlhepp.

Além disso, depois que foi preso, Kohlhepp confessou ter matado outras quatro pessoas em um tiroteio na Carolina do Sul, em 2003, um caso que ficou sem solução durante 13 anos. O assassino confessa cada um dos crimes contando em detalhes como aconteceram as mortes. É simplesmente horripilante.

Vimos em comcafe.com.br

Falando sobre isso

Leave a Reply