Mulher mais gorda do mundo perde mais de 200 quilos: fotos atuais dela INSPIRAM

A americana Catrina Raiford, que era considerada a mulher mais gorda do mundo, perdeu 229 kg, sendo 133 deles apenas com dieta e exercícios e o restante após uma cirurgia de estômago. Sua história e força de vontade para continuar a emagrecer e ficar mais saudável inspiram outras mulheres a cuidar da saúde. Ela chegou a pesar 430 quilos e hoje, com cerca de 200 kg, precisa passar ainda por uma cirurgia para remover o excesso de pele e completar o processo que teve início por causa de um problema de saúde.

 

Processo de emagrecimento

A partir de então, com a ajuda de especialistas, ela começou a praticar exercícios leves e a manter uma dieta de poucas calorias, comendo apenas pequenas porções de carnes magras, frutas e legumes. Foi assim que ela perdeu os primeiros 133 kg. Depois disso, se submeteu a uma cirurgia de redução de estômago e totalizou 229 kg eliminados. “Comprei meu primeiro biquíni. Estou realmente feliz comigo mesma”, afirmou.

Por que ela engordou tanto?

Vítima de abuso sexual na infância, Catrina fez da comida sua válvula de escape e, desde muito cedo, teve problemas com o peso. Aos 14 anos chegou a ser internada em uma clínica psiquiátrica para aprender a lidar com excessos, mas não adiantou. Ela continuou engordando até que começou a perder a capacidade de se movimentar com facilidade.

Nessa época, já aos 21 anos, perdeu o emprego e voltou a morar com sua mãe. Foi quando o aumento de peso a impediu até mesmo de sair da cama, onde ficava o dia todo na internet mentindo sobre sua aparência em sites de paquera. “Foi o pior momento da minha vida. Eu só queria morrer”, lembra.

Cirurgia para eliminar excesso de pele

Depois do processo de perda de peso, Catrina acabou ganhando um novo problema: o excesso de pele. Ela diz que os médicos a orientam a emagrecer mais, mas, por causa da pele, qualquer atividade se torna difícil. Para conseguir o objetivo, ela criou uma página na internet chamada GoFundMe, para arrecadar doações que possam ajudar na cirurgia. “Preciso da operação para ajudar a terminar o processo que comecei e melhorar minha saúde”, afirmou.

 

Vimos em: BolsadeMulher

Falando sobre isso

Leave a Reply