Novo exame de sangue pode detectar depressão e indicar melhor tratamento

Atualmente, a escolha médica do remédio para tratar depressão é, em grande parte, baseada em tentativa e erro. O psiquiatra prescreve e observa como ele age no corpo do paciente. Mas as descobertas de um novo estudo prometem permitir que essa etapa seja pulada – e de uma maneira muito simples: apenas com um exame de sangue.

Exame para depressão

Depois de anos de pesquisas, cientistas do King’s College London, no Reino Unido, desenvolveram um exame de sangue que pode ajudar médicos a definirem o melhor tratamento para seus pacientes com depressão.

Hoje em dia, é comum que a escolha do medicamento seja feita com base na adaptação do paciente a ele: depois das primeiras semanas de uso, o profissional avalia as melhoras no quadro do paciente e opta por continuar com a droga ou mudar para outra. O mesmo acontece com as doses, que podem ser aumentadas ou diminuídas de acordo com a resposta do organismo do paciente.

É por isso que essa nova descoberta promete ser tão revolucionária: ela permite que o tratamento adequado se inicie mais rápido, evitando que o paciente consuma medicamentos que não são certos para seu caso.

O exame desenvolvido promete ajudar a definir o melhor tratamento para cada caso de depressão

Como funciona

Os cientistas elaboraram um exame de sangue que detecta dois marcadores inflamatórios: a interleucina-1 beta e o Fator de Inibição da Migração de Macrófagos (FIMM).

Com o exame pronto para uso, eles testaram o sangue de 140 pessoas com depressão e descobriram que pacientes com altos níveis dos marcadores inflamatórios dificilmente responderiam ao tratamento convencional, comumente feito com medicamentos da família dos inibidores seletivos da recaptação de serotonina ou antidepressivos tricíclicos.

A hipótese para explicar esse achado é o fato de a inflamação – que, paradoxalmente, seria a resposta do corpo ao estresse – interferir no mesmo processo biológico dos remédios convencionais.

Por ter sido feito com poucas pessoas, serão necessários mais estudos para comprovar que o exame de sangue realmente ajuda a determinar qual será o melhor tratamento para a depressão antes de que ele possa ser feito pelos médicos do mundo todo.

Vimos em bolsademulher

Falando sobre isso

Leave a Reply