O que fazer para aliviar azia: fórmulas que funcionam e outras que são arriscadas

Como aliviar azia imediatamente é a busca de muitas pessoas que sofrem com o incômodo. Entre as soluções caseiras há chás, frutas e substâncias que prometem acabar com o problema, porém muitas destas fórmulas da medicina popular não funcionam e ainda pioram o quadro.

Sintoma da doença do refluxo, ocorre quando a válvula inferior do estômago, cuja função é a passagem de alimento proveniente do esôfago, não se fecha, o que faz com que o ácido gástrico vá para o órgão. Esse processo agride o revestimento do esôfago, o que gera a sensação de queimação, denominada azia.

Se não tratada, pode se agravar e atingir quadros severos de esofagite, que é a inflamação do esôfago, e estenose, doença caracterizada pelo estreitamento de vasos sanguíneos no esôfago.

Causas

Segundo Eduardo Grecco, gastro cirurgião e endoscopia do Instituto Endovitta, a azia é provocada por hábitos alimentares incorretos, como comer rapidamente, mastigar pouco, ingerir muitas bebidas alcoólicas e fumar. Estresse e obesidade também são fatores determinantes, assim como o consumo de alimentos gordurosos, doces, café, chocolate e refrigerante.

Gestantes têm pré-disposição para episódios de azia, já que as alterações hormonais deixam o fluxo intestinal mais lento, o que é complementado pelo crescimento do bebê, que empurra a comida para cima, causando o refluxo.

O que é bom para azia e queimação?

O primeiro passo para acabar com o problema é adotar hábitos saudáveis. Confira os principais:

  • Evite comer com pressa
  • Mastigue bem os alimentos
  • Evite sobrepeso e obesidade
  • Não beba líquidos junto com as refeições
  • Não deite por até 1h30 após comer
  • Evite jejuns prolongados
  • Tenha uma alimentação balanceada e rica em frutas, verduras, legumes, grãos integrais, frango e peixe grelhado, que contribuem para o funcionamento digestivo

Remédios caseiros: quais fórmulas são boas e quais são ruins para azia?

Amêndoas não devem ser ingeridas

Não é indicado para quem apresenta refluxo, já que a alta quantidade de gorduras requer mais ácido gástrico na digestão, o que irrita a mucosa do estômago. Entretanto, o leite de amêndoas é uma boa opção pois não contém gorduras.

Banana ajuda

Por ser uma fruta semi ácida, rica em vitaminas e sais minerais, a banana d’água madura ajuda a diluir o ácido estomacal, o que é essencial para amenizar a queimação.

Outras frutas como pera, maçã vermelha e mamão também têm o poder de amenizar o desconforto estomacal.

Bicarbonato com água é indicado

De acordo com o especialista, bicarbonato de sódio é um ótimo remédio caseiro para azia, já que seu pH alcalino neutraliza o excesso de ácido no estômago.

Leite: só o certo

O baixo pH do leite neutraliza a acidez estomacal, o que dá dá um alivio momentâneo ao problema. Entretanto, a fórmula aumenta as chances de azia por ser rica em cálcio e gorduras. Assim, de acordo com Eduardo Grecco, é preferível beber o leite de soja, que contém pouco cálcio e não possui banha.

Limão: não funciona!

Esta fórmula não é indicada, já que o pH do limão aumenta a produção de ácido gástrico no estômago, o que piora a azia.

Magnésio em forma de remédio

Remédios à base de magnésio são ótimos para queimação, já que neutralizam a acidez do estômago.

Mascar chiclete piora azia

O ato de mastigar várias vezes causa o aumento da salivação que, consequentemente, aumenta a liberação do suco gástrico que piora a azia.

Mostarda irrita a mucosa

Condimentos como a mostarda não são indicados, já que irritam a muscosa e aumentam a produção de substâncias estomacais.

Suco de aloe vera é excelente

A babosa, também conhecida como aloe vera, possui propriedades regeneradoras, digestivas e anti-inflamatórias que são excelentes para quem sofre de refluxo. O consumo pode ser feito de várias maneiras, mas o mais indicado é preparar o suco de babosa.

O que é bom para azia na gravidez

De acordo com o gastrocirurgião e endoscopista Eduardo Grecco, todas as fórmulas acima podem ser usadas por grávidas que possuem refluxo. Porém, o mais indicado é consultar um médico antes de adotar soluções caseiras, já que ele poderá orientá-la precisamente quanto ao diagnóstico e indicar a melhor solução.

Chá para azia: quais ervas acabam com o problema?

Chá de gengibre

As propriedades do chá de gengibre são ótimas para aliviar queimação e gases intestinais, já que a raiz tem ação anti-inflamatória.

Chá de hortelã e alecrim

Calmantes digestivos, este chá diminui a acidez estomacal e, consequentemente, alivia gases, cólicas e azia. Para obter os efeitos benéficos, é indicado que a bebida seja consumida 30 minutos antes das refeições.

Chá de espinheira santa

Os benefícios do chá de espinheira santa para problemas gastrointestinais se devem à presença de minerais, como cálcio e sódio, e compostos cicatrizantes que facilitam a digestão, tratam refluxos e aliviam a queimação.

Chá de funcho

O gastro cirurgião e endoscopia do Instituto Endovitta, Eduardo Grecco, afirma que tomar chá de funcho melhora azia, já que ele auxilia no esvaziamento do estômago e, assim, facilita a digestão.

O que fazer para evitar a azia

Alguns hábitos pioram a queimação, como fumar e consumir bebidas alcoólicas. O gastro cirurgião e endoscopia Eduardo Grecco explica que as bebidas alcoólicas irritam o sistema gástrico e estimula a produção de ácido. Estas substâncias, assim como o cigarro, ainda reduzem a capacidade de contração da válvula que impede o refluxo.

Deitar-se após comer é outro fator determinante, assim como fazer lanches antes de dormir. O ideal é esperar ao menos 1h30 antes de descansar.

Outra dica para acabar com a azia é evitar o consumo excessivo de café e frutas cítricas. A cafeína relaxa a válvula que regula a entrada e saída de alimentos, já os cítricos podem piorar o problema, mas não é uma regra já que algumas pessoas não apresentam efeitos colaterais ao consumir estes compostos. “É preciso observar se os sintomas surgem após o consumo de cada alimento para assim determinar o que é bom ou não”, explica o profissional.

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply