O Ultrassom mostrava 4 pernas, mas era somente um bebê. Depois que o bebê nasceu os pais entenderam

Alguns bebês atualmente nascem com algumas diferenças, seja com doenças raras ou condições que os tornam especiais. Infelizmente isso as vezes significa que estas criaturinhas sofrerão preconceitos de todos os tipos.

Com uma criança indiana não foi diferente. O recém-nascido, ainda sem nome, possuía uma condição rara que proporcionou duas pernas a mais e por isso, foi chamado de “alienígena”.

 

Os médicos locais acharam que Surekha Muli foi amaldiçoada e por isso a filha dela nasceu daquele jeito. Eles só entenderam tudo quando foram feitos novos exames e ficou claro que eram gêmeos, mas um deles não se formou totalmente.

Neste momento, Pratap, que é pai dela, descobriu que a menininha precisava de uma complexa cirurgia para salvar sua vida, mas os médicos não queriam liberá-la porque era muito nova.

  Sua coluna vertebral estava presa as pernas do menino e isso faria do procedimento algo muito arriscado.

Mas depois de tanto esforço, os cirurgiões conseguiram fazer o procedimento. A mãe disse “Eu me senti tão mal quando as pessoas vieram ver meu filho, como se ela fosse uma alienígena.

Eles muitas vezes falavam comentários e diziam que eu merecia isso porque estava amaldiçoada. Fiquei indefesa, mas não perdi a esperança.”

E felizmente, tudo deu certo e a cirurgia foi um sucesso. “Não conseguimos mesmo expressar nossa felicidade em palavras e não podemos agradecer aos médicos o suficiente por sua assistência e esforço para salvarem nossa filha”, revelaram os pais, muito felizes.

A família, que ganha apenas 3 reais por dia, não tinha como fazer um ultrassom do filho e por isso, seria impossível prever o estado da filha.

É muito legal ver esta pequenina feliz e saudável. Ser diferente não era o grande problema, o que realmente assustava os pais era o perigo que ela corria por nascer com as 4 pernas.

Parabenizamos os médicos e desejamos sucesso para esta família e que esta menina cresça muito bem.

Vimos em comcafe.com.br

Falando sobre isso

Leave a Reply